No último mês, pelo menos quatro restaurantes de Curitiba publicaram em suas redes sociais comunicados informando que o nome de seus estabelecimentos estão sendo usados em golpes por telefone ou mensagem.

LEIA AINDA – Não espalhe fake news na pandemia: além de prejudicar a prevenção, pode ser crime!

As pessoas recebem uma ligação, mensagem no WhatsApp ou mensagem por Instagram informando que ganharam um voucher ou um jantar em um sorteio realizado pela casa. Para “validar” o prêmio, pedem os dados pessoais e de telefone.

Até a publicação desta nota, os restaurantes do Grupo Victor, o Novo Madalosso, o Mukeka e o Terrazza 40 haviam sido os nomes usados recentemente, e um aviso foi postado em suas páginas oficiais.

O golpe em nome dos Restaurantes Victor foi aplicado em meados de março e a administração soube a partir de dois clientes que entraram em contato. O golpe prometia três pratos do cardápio para o ganhador e cinco acompanhantes. Além de receber a ligação, as pessoas recebiam um código via SMS para dar mais veracidade ao golpe.

LEIA MAIS – Hospital exclusivo pra tratar pacientes com coronavírus começa a funcionar em Curitiba

Mesmo com o baixo movimento nos restaurantes que permanecem abertos durante a pandemia, o golpe tem sido aplicado com frequência: na última semana, o restaurante panorâmico Terrazza 40 recebeu duas mensagens e diversas ligações para verificar se a promoção era real.

O Terrazza 40 continua aberto para jantar seguindo as recomendações de segurança sanitária, com menos mesas no salão e disponibilizando álcool gel aos clientes, entre outras medidas.

Há, no entanto, diferentes ações promovidas por restaurantes de Curitiba durante esse período em que a maior parte dos estabelecimentos precisou fechar preventivamente – alguns adaptaram seus serviços e produtos, outros foram beneficiados por ações voluntárias de terceiros, como divulgação e plataforma de delivery gratuitas.