Após ver a vó e a tia morrerem por coronavírus, o que gerou lockdown (bloqueio da ruas) na cidade de Campina Grande do Sul, na região de Curitiba, Ericlis Caron resolveu alertar a população de que o risco de contágio é grande e que, quem pode, deve ficar em casa. O jovem tem ainda mais uma tia internada pela doença e um tio com suspeita de infecção, que pode ter passado a doença para família. O alerta postado no Facebook na noite de quarta-feira (13) já teve 400 mil visualizações até o fim da manhã desta quinta-feira (14).

“Eu queria dizer que só passando por uma situação igual ao que a minha família passou, igual ao que eu passei, para você acreditar que o negócio é perigoso mesmo”, desabafa Ericlis Caron no vídeo.

https://www.facebook.com/ericliscaronoficial/videos/265477427937277/

LEIA TAMBÉMPandemia em Curitiba: veja como está a distribuição do coronavírus pela cidade

Ericlis Caron, que é humorista e youtuber, explica no vídeo como sua avó e a sua tia provavelmente contraíram o coronavírus. “A única explicação que a gente tem, que toda a família tem, é de um tio meu que trabalha numa firma.Ele tava trabalhando em São Paulo até dias atrás. E lá em São Paulo ele acabou passando mal, tendo febre, mudanças diferentes no corpo”, explica.

Tanto a avó quanto a tia de Ericlis, de 84 e 64 anos, moravam em Jaguatirica, bairro na área rural de Campina Grande do Sul. Por ser uma região com poucos moradores, a família se espantou ao saber que as duas contraíram covid-19. “Foram duas pessoas da família no mesmo dia. Só sei que foi o pior dia que já passei na minha vida. Foi só tristeza”, lamenta o youtuber.

LEIA MAIS – Pandemia em Curitiba: veja como está a distribuição do coronavírus pela cidade

Mais casos na família

As duas vítimas estavam internadas no Hospital Nossa Senhora do Rocio, na cidade vizinha de Campo Largo. Mãe e filha estavam na UTI desde a semana passada.

Além das duas vítimas fatais, o jovem conta no vídeo que uma outra tia dele também contraiu coronavírus e está internada no hospital. O tio de Ericlis que supostamente teria transmitido a covid-19 para a família está isolado em casa. Uma jovem de 23 anos, nora do casal, também está com o vírus, mas não apresenta sintomas e segue em isolamento absoluto.

Lockdown em Campina Grande do Sul

Depois das duas mortes registradas na quarta-feira, a prefeitura de Campina Grande do Sul decretou lockdown. A medida propõe o isolamento total da população em casa, que só poderá sair para a compra de produtos essenciais como alimentos, medicamentos, produtos de limpeza e de higiene pessoal. 

De acordo com o prefeito da cidade, a prefeitura trabalha no sentido de buscar o equilíbrio entre a saúde das pessoas e a liberdade econômica.“A prioridade agora é a vida”, ressalta Bihl Zanetti. Segundo ele, Campina Grande do Sul passa a ser um grande motivo de preocupação, já que o município está no corredor que liga Curitiba a São Paulo, epicentro da doença.