Uma jovem foi executada com um tiro na cabeça na cozinha da casa do ex-marido, às 7h de ontem. Mesmo depois da separação, Vanessa de Fátima Pires, 19 anos, frequentava a residência de Giovani Carlos Radicheki, 18, para consumir crack.

O crime aconteceu na Rua José Rodrigues dos Passos, na Vila Verde, em Campo Largo. Carolina, moradora na casa da frente, dentro do mesmo terreno, ouviu um tiro às 7h.

“Fui até a garagem para saber o que estava acontecendo e vi quando um rapaz de bicicleta e o Giovani saíram correndo para fora do terreno. Quando me aproximei da casa dos fundos, percebi que a Vanessa estava ferida e liguei para o Siate”, contou. Os socorristas chegaram e constataram a morte de Vanessa, atingida na cabeça por um tiro de revólver calibre 38.

Giovani já foi preso por roubo e agora é procurado pela polícia. “Não descartamos a possibilidade de que Giovani tenha envolvimento no crime. Tentaremos localizá-lo nas próximas horas para que ele possa dar a versão dele sobre o que aconteceu”, disse o superintendente Juscelino, da delegacia de Campo Largo.

Em um dos três cômodos da casa foram encontradas pichações com os dizeres “vida loka”. Várias perfurações originadas por tiros também foram verificadas pela equipe do Instituto de Criminalística nas paredes internas e externas da residência, além de pequena quantidade de crack. No terreno ao lado e na rua a equipe da Polícia Militar localizou quatro estojos de revólver calibre 38. Dentro da residência havia mais um.

Vanessa deixou três filhos. Dois foram levados pelo Conselho Tutelar e hoje vivem em abrigos. O terceiro é um menino de apenas 1 ano e 3 meses, filho de Giovani, que estava na casa do avô paterno no momento do crime.