Vinte e nove jovens da Vila 29 de Outubro, alvo da confusão entre o apresentador Luciano Huck e o prefeito Rafael Greca (PNM), vão começar um curso profissionalizante de Auxiliar de Produção Industrial, com duração estimada de 18 meses. As aulas começam nesta sexta-feira (24).

A fase preparatória começou na última quinta-feira com um curso de Nivelamento de Matemática. “É uma disciplina muito cobrada neste curso profissionalizante e nós fazemos isso para que aluno reavive na memória as operações básicas e frações”, explicou a coordenadora de Educação do Senai-CIC, Silvana Bernardi Rizotto.

A oportunidade para os jovens da Vila 29 de Outubro só se materializou graças a um conjunto de parcerias. A Igreja São João Batista cedeu espaço para as aulas e a Prefeitura de Curitiba, através da FAS Trabalho providenciou os computadores. Ao Senai-PR, Serviço de Nacional de Aprendizagem Industrial, coube ceder cinco professores que ministrarão o curso.

A Associação das Empresas da Cidade Industrial de Curitiba (Aecic) é responsável por identificar as necessidades das empresas e pela inserção dos formandos no mercado de trabalho. O Instituto Robert Bosch fará a gestão do projeto, uma vez que já tem uma experiência semelhante bem-sucedida em Curitiba.

O curso terá turmas de manhã e tarde e funcionará no regime de contraturno escolar.

Moradora da Caximba ficou sem reforma na casa após treta entre Greca e Huck