Um roubo na tarde desta segunda-feira (09) foi “por água abaixo”. Um dos assaltantes, na fuga, caiu em um poço artesanal de uma casa e morreu afogado. Ele teria cometido o crime como “aula prática” para o irmão, de 11 anos, mas os dois foram perseguidos por populares. O menino conseguiu fugir.

O rapaz, de 29 anos, assaltou um pedestre no Uberaba,o com a criança, que, segundo testemunhas, estava com uma faca. De acordo com o tenente Kretschner, do 20.º Batalhão da Polícia Militar, o adulto tentou fugir, pulando de telhado em telhado das residências da região. Porém, caiu em uma delas, na Rua Coronel José Carvalho de Oliveira. “Provavelmente ele escorregou, bateu a cabeça e se afogou no poço artesanal que havia nos fundos da casa”, disse o tenente.

Surpresa

A forma como o bandido morreu impressionou até mesmo a polícia. “É uma situação atípica. É um poço pequeno e raso”, afirmou o tenente. Testemunhas disseram que o assaltante estaria sob o efeito de drogas. O Instituto de Criminalística foi acionado para averiguar as causas da morte do rapaz. Segundo Kretschner, ele era conhecido na região por praticar furtos e roubos e já tinha antecedentes criminais por furto. O menino conseguiu fugir, enganando populares. Bárbara, moradora do Uberaba, contou que estava dentro de casa, quando ouviu um barulho muito forte. “Um pessoal começou a gritar e buzinar, dizendo que tinha um ladrão”, disse. Quando o pai dela abriu a porta, viu o rapaz no quintal de casa. “Trancamos a porta e chamamos a PM, mas, pouco depois, já nos avisaram que ele estava morto”, relatou a mulher.

Precoce

Segundo a moradora, as pessoas que correram atrás dos assaltantes contaram que capturaram a criança e a levaram até um bar, porque estava chorando. “O menino disse que precisava ir ao banheiro com urgência. Daí ele fugiu”, relatou, com base nos comentários dos moradores da região.