A linha Alferes Poli, que é mais conhecida como a “Linha do Terror”, foi o assunto desta sexta-feira (20), no programa Tribuna Live. No ponto da linha Alferes Poli, que segue rumo ao Parolin, tem gente com cobertor, fogão, colchão e até mesmo cães esperando pelo ônibus. Quando embarcam, o pagamento, que deveria ser feito ao motorista – por ser um micro-ônibus sem cobrador – não existe.

Veja a Tribuna Live: