Um “evento” que acontecia à beira da BR-376, em São José dos Pinhais, com o objetivo de fotografar e filmar caminhões que passavam pela rodovia, terminou de forma trágica, no início a tarde este domingo (12). Um adolescente de 14 anos, que provavelmente se distraiu fazendo as fotos e vídeos, foi atropelado por um motociclista não habilitado. O garoto teve ferimentos muito graves e precisou ser socorrido de helicóptero ao hospital. O motociclista e a garupa (mãe e filho) também se feriram gravemente. A moto estava em nome da garupa, que também não é habilitada.

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu no quilômetro 625 da BR-376, na via marginal sentido Curitiba, por volta das 12h30 deste domingo. Não se sabe exatamente como se deu o atropelamento, mas nos cantos da via marginal e também no canteiro da rodovia, conforme mostra vídeo gravado pela PRF momentos antes, a moto foi parar no canteiro. O adolescente atropelado foi levado de helicóptero ao Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul. Já mãe e filho, que estavam na moto, foram levados ao Hospital Cajuru.

Segundo a PRF, a moto estava em nome da garupa da moto, a mulher de 60 anos, e o veículo era conduzido pelo filho dela, de 18 anos.

Depois que saírem do hospital, o jovem que conduzia a moto e sua mãe devem responder por crimes previstos no Código de Trânsito. Além das multas, ele responde por lesão corporal e por dirigir sem habilitação. Já ela responderá por permitir ou entregar a direção à pessoa não habilitada.

Crédito: Divulgação / PRF
Crédito: Divulgação / PRF