A procura por máscaras cirúrgicas mais eficazes contra as síndromes respiratórias como os modelos PFF2 estão em falta em algumas farmácias de Curitiba. O aumento significativo no número de casos de Covid-19 com a variante Ômicrom e o vírus Influenza H3N2 no município deixaram os estoques vazios. A expectativa é de que um novo lote venha repor o produto na próxima semana.

Segundo especialistas, máscaras cirúrgicas e de pano, embora sejam as mais comuns com as pessoas, não são suficientes para garantir 100% de proteção. A melhor opção é a PFF2, consideradas ideal e eficaz. Caso não tenha acesso, a recomendação é usar a cirúrgica com uma de pano por cima, nessa ordem porque a cirúrgica vai filtrar e a de pano terá o papel de ajustá-la melhor.

LEIA TAMBÉM:

>> Curitiba já tem falta de testes rápidos para covid-19 e Influenza na rede particular

>> Paraná vê covid-19 disparar, mas internamentos seguem baixos; ômicron já pode ser cepa dominante

Na rede CallFarma, na loja da Doutor Pedrosa, na região Central de Curitiba, a procura foi tanta nos últimos dias que não tem opção. “As pessoas tem procurado diariamente, mas não temos mais recebido. Algumas pessoas estão achando pela internet’, disse o atendente por telefone à Tribuna do Paraná.

Em outras fármacias da rede Nissei e Panvel, a procura também tem sido constante após as festas de fim de ano. “Ainda temos unidades, mas logo pode acabar”, revelou uma funcionária da loja Mercês da Nissei.

Na Polisani Loja de Materiais Médicos e Hospitalares, localizada na Rua André de Barros, no Centro, as descartáveis são encontradas. “Temos 46 peças e a unidade sai em R$ 6,50”, relatou a vendedora. Na pesquisa feita pela reportagem, o valor unitário mais barato foi Farmácia E Drogaria Ramos e Frozza, no Boqueirão (R$ 4,50)

Quanto a máscara descartável, a Organização Mundial de Saúde (OMS) prevê o uso por no máximo 6 horas no caso de profissionais de saúde e 8 horas para outras  profissões.

O que é uma máscara PFF2/N95?

É uma máscara com poder de filtragem maior que as cirúrgicas. A sigla significa Peça Facial Filtrante e ela é considerada um EPI (Equipamento de Proteção Individual), sendo muito usada por profissionais da saúde. Também chamadas de respiradores, as máscaras PFF2 cobrem nariz e boca, “vedando” o rosto. Isso quer dizer que, além de reter as gotículas, ele ainda protege o usuário de aerossóis (partículas minúsculas que ficam suspensas no ar por alguns minutos) contendo o vírus (além de bactérias e fungos) que possam estar no ambiente. Importante: a sigla PFF2 é brasileira; nos EUA, ela é conhecida como N95. Já na Europa, ela é chamada de FFP2.

Nova novela

Conheça o elenco principal de “Poliana Moça”

Quanto Mais Vida, Melhor

Flavia/Guilherme se esconde no bar de Teca

Além da Ilusão

Davi pede desculpa a Isadora por tê-la beijado

Confira!

John Wick 2 e mais filmes e séries chegam nesta semana na Netflix