Um homem de 64 anos foi preso na manhã desta sexta-feira (30), acusado de ser responsável por atear fogo em carros aleatórios estacionados nos bairros Água Verde e Vila Isabel, em Curitiba. Em menos de um mês, foram quatro ocorrências semelhantes na região segundo o Corpo de Bombeiros.

+Frio! Zero grau e geada no litoral do Paraná e -7ºC no interior. Veja as menores temperaturas

O “maníaco do fogo” teve as ações registradas em câmeras de segurança. O primeiro caso registrado foi na terça-feira (27), na Rua Maranhão, contra um veículo Fiat Palio, pertencente a uma empresa de telecomunicações. No dia seguinte, na Rua Acre, a poucos quilômetros da ocorrência anterior, uma pessoa foi vista deixando uma bota próximo ao pneu traseiro de um automóvel Ford Focus branco, que estava estacionado. Por sorte, uma pessoa que estava passando pela rua, percebeu a chama em um objeto e desceu para apagar o fogo com um tapete.

+Viu essa? Cruzamento “campeão de acidentes” em Curitiba é alterado após denúncia na Tribuna

Os registros das câmeras logo foram compartilhados no grupo de mensagens do bairro. Paulo GoldBaum, presidente do Conseg Água verde, procurou as autoridades policiais para ajudar na investigação com as imagens. “Todas as informações do grupo foram comunicadas ao 2° Distrito Policial e prontamente se colocaram na investigação”, disse Paulo em entrevista ao Meio Dia Paraná da RPC desta sexta-feira.

+Impressionante! Carro e moto são consumidos pelo fogo após grave acidente em Curitiba; motociclista morreu

Vandalismo

O suspeito confirmou em depoimento que se tratava da imagem dele na ação, mas que não seria o responsável pelo incêndio. Osmar Dechiche, delegado do 2° DP relatou que o caso é tratado como vandalismo. “A vítima relatou que não tem desentendimento com ninguém e nos resta trilhar a hipótese de vandalismo puro”, disse o delegado que vai seguir com a investigação. O homem detido é morador em situação de rua e pode ser indiciado por incêndio criminoso.