Após a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, que institui um teto para os gastos públicos, no Senado nesta terça-feira (13), manifestantes contrários ao governo do presidente Michel Temer (PMDB) foram às ruas em Curitiba. O grupo, convocado pela frente CWB contra Temer se reuniu na Praça 19 de Dezembro, no centro da capital com cartazes contra medida econômica, contra a reforma do ensino médio e da Previdência.

Cerca de 400 pessoas participam da manifestação. Vários jovens mascarados participam da manifestação, que seguiu da Praça 19 de Dezembro para o terminal do Guadalupe também no centro de Curitiba. No caminho, que passou pelo Colégio Estadual do Paraná e seguiu pela rua Luiz Leão até as proximidades do Teatro Guaíra. Os manifestantes picham palavras de ordem como Fora, Temer e Abaixo o Capitalismo por onde passam.

A Polícia Militar (PM), que não fazia o acompanhamento da manifestação, chegou a parar o protesto na esquina das ruas João Negrão e José Loureiro, mas logo liberou o fluxo. Depois disso, um grupo de policiais passou a acompanhar o protesto de longe.

Um grupo entrou na Avenida Marechal Deodoro e quebrou vidros de bancos. Outra parte do protesto seguiu até o Terminal e marchou pela Avenida Visconde de Guarapuava até chegar na rua Lourenço Pinto e, então na sede da Gazeta do Povo, que teve uma das entradas atacadas por alguns vândalos. De lá, o grupo seguiu para a Praça Santos Andrade.