Se prepare que o frio vai voltar em Curitiba e com um potencial de ser um dos mais intensos do século, isso segundo um alerta emitido pela MetSul Meteorologia, nesta sexta-feira (23). O aviso alerta para uma massa de ar frio de origem polar que vai invadir a região Sul na próxima semana. A Defesa Civil do Paraná, porém, esclarece que o frio será dentro de média (veja abaixo).

De acordo com a Metsul, o ar polar deve ingressar no Brasil entre terça (27) e a quarta-feira (28), com queda enorme da temperatura. Modelos indicadores avaliam o nível de pressão de 850 hPa, equivalente a 1.500 metros de altitude, parâmetro usado em Meteorologia para identificar a temperatura. Com essa referência, poderemos ter -5ºC e -6ºC no Sul do Brasil nos próximos dias.

+Leia mais! Nova onda de frio em Curitiba chegará com previsão de mínima de -1ºC, alerta Simepar

Em Curitiba, a previsão do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná ( Simepar), prevê geada para quinta-feira (29), mas na sexta-feira (30), a mínima pode bater -1 ºC. Caso ocorra, vai ser a temperatura mais baixa do ano, já que na última onda de frio a mínima não chegou a ficar negativa.

Vai ter neve?

Segundo o Metsul, a probabilidade de nevar nas áreas de maior altitude do Sul do Brasil com base nos dados é alta, mas ainda seria cedo para cravar. O cenário atual indica a chance de precipitação invernal (neve em flocos, chuva congelada por demais alta nos pontos mais elevados do Sul do Brasil (cotas de altitude acima de 800 metros), chance média a alta em locais de média altitude (400 metros a 700 metros) e pequena a média em pontos de menor altitude (nível do mar a 400 metros) de diversas regiões gaúchas e do Sul do Brasil.

Em Curitiba, não se tem a previsão de neve, mas o frio está confirmado. Prepare a japona e o cobertor!

Defesa Civil x Massa de Ar Polar

Uma nota encaminhada pela Defesa Civil do Paraná destaca, porém, que o frio previsto está dentro do normal. Segundo o órgão, são previsões baseadas em modelos matemáticos que refletem as temperaturas em altitudes de aproximadamente 1500 metros.

“Ressalta-se o fato que em grandes altitudes as temperaturas são mais baixas, sendo que mais próximo à superfície não se traduzem no mesmo valor. Nesse contexto cabe informar à população que de fato teremos uma massa de ar polar entrando no Estado, trazendo temperaturas mais baixas, entretanto por mais que a temperatura caia, a mesma deve permanecer dentro dos padrões típicos de inverno do sul do país. Isso quer dizer que os invernos não tão frios que tivemos recentemente refletem padrão atípico para o inverno de nossa região. Mesmo assim o Governo do Estado através da Defesa Civil Estadual permanece atento e monitorando esses possíveis eventos severos a fim de avisar e apoiar a população do Estado”, explicou a Defesa Civil.