Moradores do bairro Vista Alegre estão indignados com a situação de abandono de um terreno baldio que pertence à prefeitura de Curitiba, localizado na Rua Gardênio Scorzato.

De acordo com relatos da vizinhança a área está tomada pelo mato, que já atinge mais de dois metros de altura.

Além disso, os moradores também reclamam que o local se tornou um lixão ao céu aberto e virou ponto de uso de drogas e álcool, gerando assaltos às casas da localidade.

Segundo um morador da região, que prefere não se identificar por medo da ação dos bandidos, nos últimos meses, dezenas de casas foram assaltadas na Rua Gardênio Scorzato e o medo tomou conta dos moradores da região.

“Já vimos de tudo acontecer nesse terreno. Por causa do mato alto, há muito consumo de droga e bebida alcoólica e, além disso, a área virou rota de escape de assaltantes. Minha casa foi roubada há dez meses e levaram tudo. Todas as casas eu ficam ao redor do terreno já sofreram pequenos furtos”, relata.

Ainda de acordo com o morador, a altura do mato do terreno também está atrapalhando a visão dos motoristas que transitam pelo entroncamento das ruas Gardênio Scorzato e Professor Hostílio Araújo. “Há um ponto cego e quem se descuidar vai acabar batendo o carro, pois não há visão alguma”, conta.

Por meio da assessoria de imprensa, a prefeitura de Curitiba confirmou que é proprietária do terreno e disse que a roçada da área já está na programação das equipes da Regional de Santa Felicidade. Segundo a prefeitura, o corte do mato está previsto para os próximos dias.