A partir da meia-noite desta segunda-feira (15), apenas moradores de Matinhos irão ter acesso ao município. A decisão partiu de uma reunião envolvendo o prefeito Zé da Ecler, secretários municipais e vereadores da cidade. O objetivo é evitar que turistas infectados pela covid-19 possam levar a doença ao litoral.

Em vídeo, o padre Emerson de Azevedo, de Matinhos, faz um apelo para que os curitibanos evitem ir às praias neste momento. Ele se diz preocupado com o movimento na estrada com carros de Curitiba e reforça que pessoas estão morrendo infectadas. “Infelizmente, muitas pessoas não tem noção do perigo que elas estão correndo e do que elas estão causando vindo aqui para a praia no nosso litoral. Por caridade, por amor ao próximo não venha para a praia. Nossos queridos de Matinhos e todo Litoral estão morrendo um atrás do outro. Se você é de Curitiba ou da região metropolitana, fique aí e não desça para cá. Aqui não está tudo bem, e precisamos fazer a nossa parte como cristãos e cidadãos”, desabafou.

LEIA TAMBÉMO que pode ou não pode comprar nos supermercados de Curitiba no lockdown?

No último sábado (14), cerca de 11 mil veículos saíram de Curitiba rumo às praias do Litoral do estado, de acordo com informações da concessionária Ecovia, que administra a BR-277, que liga a capital ao Litoral. O maior movimento registrado foi de 1,2 mil veículos por hora sentido praias, fluxo considerado acima do normal para o fim de semana.

Para frear a disseminação da covid-19, um novo decreto municipal de Matinhos vai entrar em vigor na segunda (15) e repete a ação de Curitiba, que determinou lockdown na sexta-feira (12) com a adesão da bandeira vermelha. O único hospital de referência no tratamento contra a coronavírus é em Paranaguá, e está com 100% de lotação.

Duas reuniões com autoridades de Matinhos foram realizadas no sábado (13). Ficou decidido o retorno das barreiras sanitárias, com acesso exclusivo para moradores que comprovem o endereço através da fatura de energia elétrica ou do serviço de água e esgoto.