Planos e mais planos para o futuro. O último dia de 2019 é recheado de promessas para o ano novo, tem à preparação da festa e para os mais supersticiosos, a escolha da roupa é essencial para uma temporada sem sustos. No entanto, para alguns curitibanos e até turistas que estão na cidade, alguns minutos foram dedicados para a sorte. Mais especificamente, para tentar ganhar os R$ 300 milhões da Mega da Virada, o maior prêmio da história da aposta.

O sorteio está marcado para as 20h desta terça-feira (31). Com isso, o último dia de 2019 está sendo de muito movimento nas lotéricas. Os apostadores têm até às 17h para fazer aquela fezinha nas lotéricas ou no portal Loterias Caixa. Vale ressaltar que a Mega da Virada não acumula: se ninguém acertar as seis dezenas, ganha quem acertar cinco dezenas e assim sucessivamente.

LEIA+ Horário limite para apostar na Mega da Virada nesta terça é estendido

Caso alguém acerte sozinho o concurso 2.220, o sortudo não deve ter mais problemas financeiros na vida. Se aplicados na poupança, o investimento de menor rentabilidade do mercado, os R$ 300 milhões vão render R$ 800 mil por mês, ou seja, quase R$ 9,6 milhões por ano só de rentabilidade. Se o vencedor quiser comprar um carro de luxo, ele pode montar uma verdadeira frota: o prêmio é suficiente para adquirir cem 100 Porsches 911 Turbo S, que custam perto de R$ 1,2 milhão.

Apostadores fazem fezinha na Mega da Virada na Loterias Muricy, no Centro de Curitiba, no último dia de 2019. Foto: Hedeson Alves / Tribuna do Paraná

Na Lotérica Muricy, uma das mais movimentadas no Centro de Curitiba, o movimento durante a manhã desta terça foi intenso. A gari Genilda Soares, 54 anos, passou na lotérica antes do trabalho para fazer uma fezinha. E, ao invés de sonhos de luxo, como iates, mansões e carrões, Genilda só pensa em ajudar a filha caso acerte as seis dezenas.

“Quero dar uma casa para ela. Não vou ajudar só quem eu conheço, pois estamos aqui para melhorar a vida de todos. Deixei o dinheirinho separado para dois bilhetes”, relatou Genilda, que gastou R$ 9 nas duas apostas.

Outras pessoas acreditam na fórmula dos números que mais foram sorteados durante o ano para sair na frente das apostas. O funcionário público André Luiz de Mello, 50 anos, passou algum tempo na internet fazendo a pesquisa “Tem número que não vou revelar, mas que já saiu mais de 200 vezes. Nesta Mega da Virada estou com confiança em alta. Gastei R$ 60 e quero ajudar minha filha. Meu neto vai ter boa vida”, confia André Luiz.

Funcionário público André Luiz de Mello pesquisou os números mais sorteados na internet para fazer a fezinha na Mega da Virada. Foto: Hedeson Alves / Tribuna do Paraná

Experiência no jogo

Há 40 anos no mesmo ramo, o lotérico Auxilio Massacazu Suguimoto, 58 anos, trabalha com sonhos. Durante todo este tempo, um dos mais antigos donos de casas lotérica de Curitiba já entregou muitos prêmios pelas Loterias Muricy. “Teve um rapaz que não vinha buscar o prêmio e a Tribuna do Paraná fazia reportagem disto. Até que um dia apareceu um metalúrgico que sempre aposta para recolher o prêmio”, lembra Auxilio.

Ano passado, Curitiba teve um vencedor da Mega Sena da Virada de R$ 302,5 milhões. O sortudo dividiu o prêmio com outros 52 apostadores. A aposta foi também foi realizada no Centro, na A Municipal Loterias, na Rua Lourenço Pinto, pertinho da Praça Carlos gomes.

“Chegou o dia. Todos sentem o dono desta bolada e a imaginação meche com todo mundo. Ninguém quer ficar de fora e com este dinheiro, até tristeza pula de alegria”, finalizou o lotérico que também em fez a sua tradicional fezinha.