A chance de mudar de vida levando os R$ 100 milhões que estão jogo para quem acertar as seis dezenas da Mega-Sena nesta quarta-feira (7), movimentou as lotéricas de Curitiba. As apostas podem ser feitas até às 19h desta quarta e os apostadores têm a opção de fazer uma fezinha pelo site da Caixa, mesmo assim, teve quem preferiu pisar com o pé direito em uma casa lotérica para aumentar a sorte.

LEIA AINDA – Mistério das sementes da China pode ser estratégia de marketing ilegal

Foi o caso do vigilante Ivan Sabino dos Santos, 33 anos. A Tribuna conversou com ele ao vivo, em uma live transmitida pelo Facebook, em uma casa lotérica no Centro de Curitiba, na Alameda Dr. Muricy. Ivan chegou por volta das 16h. O movimento era grande e ele teve que esperar um pouco na fila. “Só venho jogar quando acumula”, contou. Antes de começar a entrevista ao vivo, o vigilante revelou que pisar com o pé direito ao entrar na lotérica faz diferença. “Tem que confiar na sorte. Já ganhei prêmios pequenos, mas confio que ainda vou levar um prêmio grande”, brincou.

Mega Sena pode pagar R$ 100 milhões nesta quarta-feira. Veja o movimento de apostas.

Posted by Tribuna do Paraná on Wednesday, October 7, 2020

E haja fé na sorte. Afinal, é tanto dinheiro que daria para comprar uma cobertura em Ipanema (RJ) no valor de R$ 30 milhões, um carro de luxo McLaren por R$ 8 milhões, mais um jatinho de R$ 32 milhões e ainda assim, ficar com um “troco” de R$ 30 milhões para investir.

Como apostar

As apostas podem ser feitas até as 19h nas lotéricas de todo o país, pelo portal Loterias CAIXA (www.loteriasonline.caixa.gov.br). O sorteio desta quarta-feira será realizado a partir das 20h, no Espaço Loterias CAIXA, que fica no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo. 

Curitiba pé-quente

Quando se trata prêmio da Mega-Sena, os curitibanos têm a sorte a favor da cidade. Em 2019, um curitibano faturou R$ 8 milhões ao realizar uma aposta numa lotérica do Juvevê. Em 2018, uma aposta feita na cidade rendeu prêmio de R$ 105 milhões e outro de R$ 20 milhões.