A polícia investiga a morte de uma criança de 4 anos, em Mandirituba. Pablo França Rodrigues foi levado para pescar pelo padrasto na chácara de um vizinho. O homem voltou para casa dizendo que o menino tinha caído.

Levado já sem vida ao hospital, a médica que o atendeu constatou que ele foi vítima de espancamento e violência sexual. O padrasto e o vizinho estão sendo procurados.

Segundo o delegado Fábio Machado, da Delegacia de Fazenda Rio Grande, responsável pela investigação, na tarde de quarta-feira (05), segundo relato da mãe, a criança saiu pescar com o padrasto de 25, na região de Campestrinho. O menino foi levado ao Hospital de Mandirituba, mas nada pôde ter ser feito. Ao perceber as agressões, a médica chamou os policiais.

O delegado disse que a polícia desconfia do depoimento da mãe, que apresentou versões contraditórias sobre a morte da criança e ainda tentou ocultar a identidade do padrasto.

Contra o rapaz, conforme Fábio, havia um mandado de prisão por homicídio qualificado, cometido em outra cidade. “Pode ser que ele tenha vindo para Mandirituba para se esconder”, comentou o delegado.

O padrasto e o vizinho continuam foragidos. “Queremos localizá-los para que prestem esclarecimentos sobre o que ocorreu com a criança”, disse Fábio. O corpo de Pablo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).