A noite de sexta-feira (9) foi uma das mais tranquilas e com respeito as medidas sanitárias em relação a pandemia da covid-19, em Curitiba. Apenas dois estabelecimentos foram paralisados e multados no valor total de R$ 10 mil. O número se comparado a outros fins de semana impressiona, pois em menos de um mês, a Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu), chegou a multar um estabelecimento em R$ 205 mil.

+ Leia mais: Novo decreto flexibiliza bandeira laranja e amplia horário de restaurantes e academias em Curitiba

De acordo com o relatório da prefeitura, foram vistoriados 17 estabelecimentos em vários bairros da cidade. No Lindóia, dois comércios foram fechados por atividade irregular. Uma mercearia e um bar tiveram que fechar as portas e acabaram recebendo multa de R$ 5 mil cada. Ainda na sexta, os agentes da AIFU acabaram se encaminhando para 12 estabelecimentos que foram denunciados, mas estavam fechados na hora da ação.

O número de autuações e multas comparado a outras sextas-feiras é bem inferior. No dia 27 de março, também uma sexta, uma balada de eventos no Batel, bairro nobre de Curitiba, foi fechada e multada em R$ 205 mil. Na oportunidade, a delegada Aline Manzatto, da Delegacia de Repressão a Crimes contra a Saúde (Decrisa), desabafou sobre o trabalho de verificar vários casos de desrespeito no município. “É algo deprimente de ver as pessoas numa situação desta, de não respeitar a saúde e a vida do outro”, disse a delegada.

A Câmara Municipal de Curitiba (CMC), aprovou em segunda votação que o dinheiro das multas devem ser revertidas em medidas de enfrentamento em ações e serviços de enfrentamento à pandemia. Atualmente, os recursos seguem para o tesouro municipal e pode ser revertido para qualquer área. Conforme a norma vigente, as multas pelo descumprimento do uso obrigatório da máscara e à promoção de aglomerações, dentre outras situações, variam entre R$ 150 e R$ 150 mil.

Flexibilização da bandeira laranja

A prefeitura de Curitiba publicou nesta sexta-feira (9), no Diário Oficial, decreto que modifica algumas restrições para o enfrentamento ao novo coronavírus, durante a bandeira laranja no nível de alerta. As medidas entram em vigor na próxima segunda-feira (12).