Familiares e amigos do montanhista curitibano Sandro Godoy, de 45 anos, que morreu no Panamá ao ser picado por uma cobra enquanto descia uma montanha a no último domingo (27), comemoram, nesta sexta-feira (1°), a arrecadação de R$ 32 mil para trazer o corpo a Curitiba.

+Leia também: Ecobarreira que limpa rio na Grande Curitiba foi feita no ‘quintal de casa’

A família juntou todo o valor fazendo uma vaquinha e também vendendo garrafas de água no semáforo da Rua Pedro Gusso, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC). Após cinco dias de arrecadação, o valor será repassado ao pastor de uma igreja que o montanhista frequentava no Panamá, onde morava há cerca de um ano. O pastor vai fazer todo o processo burocrático de trazer o corpo para Curitiba.

Ainda não há a confirmação de quando o corpo chega a Curitiba e nem o local do o velório.

Mercado Livre completa 20 anos com uma estrutura de dar inveja