O Ministério Público do Paraná, por meio de Centro de Apoio Operacional às Promotorias do Meio Ambiente, encaminhará ao Instituto Ambiental do Paraná (IAP) na próxima semana um ofício solicitando que o órgão ambiental verifique as condições do aterro da Caximba, em Curitiba. Uma comissão de moradores da região apresentou à promotoria várias queixas em relação à operação do aterro.

Eles temem que a contaminação pelo lixo esteja causando vários dos problemas de saúde que vêm sendo registrados pela população local, como doenças renais, respiratórias e abortos espontâneos. O MP solicitará que o IAP multe a prefeitura caso sejam constatadas irregularidades que coloquem em risco a população.