Curitiba está em luto oficial decretado por Rafael Greca após a morte do médico Matheos Chomatas, vítima de um câncer. Chomatas implantou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em Curitiba. Matheos Chomatas estava internado no Hospital Erasto Gaertner, em Curitiba.

“Sempre atuante e preocupado em dar respostas rápidas aos usuários. Atendia a todos, não tinha hora ou dia da semana. Representava a Secretaria Municipal de Saúde no Comitê de Justiça, atuando junto a nossa Procuradoria do Município, ouvido por Juízes e Promotores pelo seu saber e profundo conhecimento do SUS”, disse Rafael Greca em um post no Facebook.

+Leia mais! Vídeo mostra aglomeração de jovens no Largo da Ordem mesmo com apelo intenso das autoridades

Greca falou ainda que a cidade perde um médico médico dedicado em plenitude à Saúde Pública. “Seja recebido na Casa do Senhor pelo muito que trabalhou e amou até que o câncer o vitimasse. Esteve na trincheira até a véspera de ser internado no Hospital Erasto Gaertner. Será eterno na Memória da Cidade de Curitiba”, disse.

Greca ainda consolou a esposa de esposa de Matheos Chomatas, também médica, concursada doutora Eliane Chômatas e seus filhos Jacqueline e Guilherme. “Tenham certeza que Doutor Matheos Chômatas é orgulho de Curitiba”, finalizou o prefeito.

“Muita tristeza pela notícia da partida do Dr Matheos Chomatas que deixa um
Legado histórico na Saúde Pública de Curitiba. Solidariedade à familiares, amigos e servidores da prefeitura de Curitiba”, disse a vereadora Julieta Reis no post de Rafael Greca.

O sepultamento será neste sábado, no Cemitério Parque Iguaçu, em Curitiba.