O jornalismo paranaense se despediu de Cicero do Amaral Cattani no domingo (10). Aos 81 anos, ele faleceu no hospital Nossa Senhora das Graças, em Curitiba. Segundo a família, a morte ocorreu pelo agravamento de doenças crônicas. Natural de Santiago, no Rio Grande do Sul, Cattani foi com os pais para São Paulo e, depois, veio ao Paraná, onde fixou residência em Curitiba.

O jornalista começou a carreira no Última Hora, em São Paulo, depois passou pelas redações do Agora, O Estado do Paraná, Diário do Paraná, rede CNT e coordenou a assessoria de comunicação de diversos órgãos públicos, como os Portos do Paraná. Também trabalhou no Correio de Notícias e fundou o jornal Hora H.

Nos últimos anos, Cattani manteve um blog e era fã do Twitter. Conforme conta a família, “ele esteve nas redes sociais e ligado nos canais de notícias pela televisão até o seu último momento”.

Cattani deixa a esposa Carmen, de 52 anos, um filho, duas filhas, netos e bisneta.