Morreu, na madrugada desta quinta-feira, aos 61 anos, Marcelo Puppi, prefeito reeleito de Campo Largo. Ele estava internado na UTI do Hospital do Rocio, em Campo Largo, em tratamento contra o coronavírus.

Puppi tinha testado positivo para o coronavírus em 24 de novembro e foi entubado no dia 14 de dezembro. Nesta terça-feira, ele teve piora no quadro respiratório por causa da covid-19 e morreu nesta madrugada.

Marcelo Puppi era prefeito de Campo Largo e foi reeleito prefeito da cidade nas eleições de 2020 com 21.566 votos, o que representou 39,26% dos votos válidos na cidade. Ele tomou posse do hospital, antes de ser entubado. O vice Maurício Rivabem (PSL) vai comandar a prefeitura de Campo Largo nesta gestão.

Em nota, a família Puppi comunicou o falecimento de Marcelo Puppi.

“Agradecemos de todo coração todas as orações e mensagens recebidas e a todos os profissionais do corpo clínico do Hospital do Rocio. É com o coração apertado, mas sereno pela certeza de que os planos de Deus são perfeitos, que nos despedimos do nosso Marcelo. Para a Campo Largo que lhe deu vida, alegrias, filhos e frutos, nosso mais profundo sentimento de amor e gratidão. Família Puppi”.

Velório de Marcelo Puppi

Segundo a prefeitura de Campo Largo, o velório de Marcelo Puppi será na Câmara de Vereadores de Campo Largo, das 13h às 14h, horário restrito à família, e, das 14h às 15h30, os campo-larguenses poderão prestar sua última homenagem, com os devidos cuidados sanitários, observando a necessidade de distanciamento social e não aglomeração. Após, o corpo será transladado para o Cemitério Municipal, em cerimônia reservada à família.

Políticos lamentam morte de Marcelo Puppi

O governador Ratinho Jr, em nota, lamentou a morte de Puppi, “Me solidarizo à família e amigos neste momento dor e tristeza. Meu profundo sentimento de condolências e de que a fé em Deus ampare seus corações, assim como o de todos os paranaenses que perderam pessoas queridas nestes tempos tão difíceis impostos pela Covid”, disse o governador.