Morreu no Hospital do Trabalhador o suspeito de ter atirado no policial Fabrício Sbrissa, do 13.º Batalhão da Polícia Militar, na noite de terça-feira. O suspeito foi identificado pela polícia como Benedito Claudemir Delboni, 47 anos, que já respondia a inquérito policial. A mulher dele, de 42 anos, também foi detida por co-autoria do crime.

Durante troca de tiros, na frente de uma casa da Rua Pedro Polatti, Fazendinha, um rapaz de 23 anos, que teria levado um tapa no rosto de Benedito, que reclamava do som alto do vizinho, foi baleado.

A Polícia Militar divulgou em nota que abrirá sindicância e inquérito policial-militar (IPM) para apurar a circunstâncias que resultou nas duas mortes e no rapaz ferido.