Em sete meses de vacinação, as mortes por Covid-19 em Curitiba caíram 95,4%. Levantamento da prefeitura aponta que em março, quando a campanha de imunização ganhou fôlego, a capital registrou 1.309 óbitos por coronavírus. Número que despencou para 48 mortes em novembro. Mesmo assim, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) segue em alerta: a chegada da variante ômicron ao Brasil preocupa pelo risco de uma quarta onda da pandemia.

Quinta-feira (23), Curitiba alcançou a marca de três dias consecutivos sem perdas de vida para a Covid-19. Na mesma data, a capital alcançou a marca de 86,5% da população com imunização completa com duas doses ou a dose única do imunizante da Janssen desde o início da vacinação em janeiro. Além disso, 278.390 pessoas já tomaram a terceira dose de reforço.

LEIA TAMBÉM:

>> Cinco ‘pepinos’ que Rafael Greca terá para resolver em Curitiba em 2022

>> Curitiba está sem registrar mortes de coronavírus desde o último domingo

Também na quinta-feira, Curitiba registrava ocupação de apenas 19% das UTIs SUS exclusivas para tratamento da Covid-19. Nos leitos de enfermaria, a ocupação era de 27%. Lembrando que a maioria dos leitos intensivos e de enfermaria exclusivos de Covid foram desativados ou destinados para tratamento de outras doenças nos últimos meses.

No primeiro decreto de lockdown em 21 de março, quando comércio e outras atividades tiveram que fechar as portas para reduzir a transmissão do vírus, o sistema de saúde não conseguiu operar em nenhum dos 14 dias de restrições extremas com menos de 95% de ocupação de UTIs. Já no segundo lockdown, em maio, toda a rede hospitalar curitibana colapsou, com mais pacientes do que a capacidade de atendimento.

Ômicron

Para que esse cenário de sobrecarga na rede de saúde não retorne, a prefeitura tomou algumas medidas já prevendo a chegada da variante ômicron, que causa a quarta onda de contágio em países da Europa.

Por isso, reforçam tanto o governo estadual quanto a prefeitura, medidas restritivas como o uso de máscara, o distanciamento social e a higienização das mãos devem ser mantidos, já que as prevenções da Covid-19 são as mesmas da gripe. Vale lembrar que a vacina da gripe está disponível nos postos de saúde. O Paraná vacinou contra a gripe 70,4% da população até o início dessa semana.

Web Stories

Beleza do Natal

8 decorações incríveis em shoppings de Curitiba pra você tirar foto

Novidades

2ª Temporada de Emily em Paris e filme com Leonardo DiCaprio estreiam nesta semana na Netflix

Quanto Mais Vida, Melhor

Paula avisa a Neném que foi presa

Pra refrescar

Curitiba tem opções da Day Use de piscinas! Veja!