O motociclista Leonardo de Fonseca Magalhães, 22, responsável pelo atropelamento de tia e sobrinha no bairro Batel, em Curitiba, no último sábado (13), se apresentou à Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran), em Curitiba, na manhã dessa sexta-feira (13), após receber alta do Hospital Marcelino Champagnat, onde ficou internado desde o acidente.

Acompanhado da advogada Louise Mattar Assad, Leonardo não falou com a imprensa. Segundo Louise, o rapaz passou por cirurgia e está impossibilitado de se comunicar. A advogada reiterou que, ainda nesta tarde, o jovem será encaminhado a uma unidade do Departamento Penitenciário (Depen), na qual deve receber uma tornozeleira eletrônica em cumprimento de decisão judicial emitida na última segunda-feira (9).

Criança atropelada por motociclista que empinava no Batel sai do coma