O motorista que derrubou um poste ao bater um Porsche Boxter S vermelho na madrugada do domingo (22), no Mossunguê, em Curitiba, tinha passagens por crimes de trânsito. A informação foi repassada pelo delegado da Polícia Civil do Paraná Leonardo Bueno Carneiro, na tarde desta quarta-feira (25), em entrevista ao Meio Dia Paraná, da RPC. De acordo com Carneiro, o homem foi identificado e já respondeu por embriaguez ao volante e, também, por dirigir com a carteira de habilitação suspensa. Também já se sabe que o Porsche está em nome de uma empresa. Um inquérito sobre o acidente já foi instaurado e a polícia tem 30 dias para apresentar uma conclusão.

+ Leia mais: Vídeo revelado pela polícia mostra Porsche acidentado dando ‘cavalo de pau’ em Curitiba

O delegado disse que alguns vídeos divulgados no dia do acidente apontam que o motorista praticava crimes do Artigo 308, do Código de Trânsito Brasileiro, que se referem a fazer manobra de exibição de perícia. Ou seja, antes de bater no poste naquela madrugada, o homem teria praticado “zerinhos” e “cavalos-de-pau” em outro horário naquele dia, em outro local de Curitiba, o que poderia indicar que o acidente provocado por ele não seria um mero acaso, mas uma condição de risco prévio assumido pelo motorista.

“As imagens já foram incorporadas ao inquérito. Pedimos que a criminalística analise as imagens, para indicar os possíveis delitos cometidos pelo motorista. Se as manobras de exibição de perícia feitas por ele foram no mesmo dia, ou se eram de outra época. Tudo isso precisa ser analisado para que possamos concluir o inquérito”, explicou Carneiro.

Foto: Reprodução/Polícia Civil.

O prazo da polícia para conclusão da investigação é de 30 dias. O delegado informou que ouvirá testemunhas, pessoas que comentaram o acidente nas redes sociais e que diziam que já tinham visto o mesmo carro naquele dia, fazendo manobras arriscadas. Depois disso, o condutor do Prosche será intimado para prestar depoimento. Só depois os detalhes do acidente poderão ser confirmados.

“Por enquanto, não há como definir o que foi o motivo da batida. Vamos ouvir testemunhas e pessoas que comentaram o acidente, para, na sequência, ouvir o condutor do veículo”, apontou o delegado.

+ Leia ainda: Fagner Zadra, do Tesão Piá, faz cirurgia que pode fazer ele voltar a andar!

A polícia também vai investigar o fato de que o motorista do Porsche foi socorrido pelo Siate, encaminhado ao hospital, mas depois fugiu de lá. “É uma atitude suspeita. Ele foi levado até o Hospital Evangélico, mas deixou o local sem sequer ser atendido por lá. Nós já oficializamos um pedido para que o hospital nos informe quais as circunstâncias em que isso ocorreu. Por que ele recusou esse atendimento no hospital”, concluiu Leonardo Carneiro.

O acidente

O Porsche bateu em um poste da Rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, nas proximidades de um shopping da região do Mossunguê. No vídeo do acidente, em comparação com outros carros que seguem logo depois do esportivo – avaliado em R$ 150 mil segundo a Fipe -, é possível ver a diferença de velocidade.

+ Leia mais: Papai Noel junta latinhas o ano inteiro para fazer Festa de Natal em cidade da RMC

A imagem é de uma câmera de segurança e foi gravada às 00h56 do dia 22. É possível ver o carro vermelho vindo e deixando um rastro de faísca e poeira pelo asfalto. Instantes depois, vem um clarão e a região fica sem luz. Ainda é possível ver vários fios caindo e mais veículos se aproximando em velocidade reduzida. Outro vídeo revelado pela polícia mostra o veículo dando cavalos de pau em frente a uma loja daquela região.

No dia do acidente, testemunhas contaram que o motorista teria perdido o controle e rodado na pista. O veículo Porsche parou em cima de uma calçada completamente destruído.