Depois de, aproximadamente sete meses sem acontecer, foi registrado mais um acidente na Ponte Preta, no cruzamento da Rua João Negrão com a Avenida Sete de Setembro, no Rebouças, em Curitiba. Na manhã deste sábado (17), mais um caminhão ficou entalado no local, mas o estrago, dessa vez, foi pequeno.

Foto: Colaboração/Rede News.
Foto: Colaboração/Rede News.

O acidente aconteceu no começo da manhã. O motorista não percebeu a altura e o caminhão travou na ponte famosa pelos acidentes que acontecem pelo mesmo motivo.

Conforme apurou a Tribuna do Paraná com agentes da Secretaria Municipal de Trânsito (Setran), existe um alarme um pouco atrás, no sinaleiro da Rua João Negrão, que dispara quando o veículo é maior do que o permitido. O alarme ativa também um alerta, que orienta o motorista para que vire à direita, mas não se sabe se o equipamento está funcionando.

O caminhão foi retirado um tempo depois e o trânsito, que chegou a ser bloqueado na faixa em que o veículo estava, foi liberado. Os agentes da Setran orientaram os motoristas no local.

Recorrentes

Essa não é a primeira vez e nem será a última que um caminhão entala na Ponte Preta. Apoiada em pilares de cantaria, a estrutura principal da ponte tem três vigas, com altura máxima permitida de 3,6 metros para atravessar. Apesar das placas de sinalização e do equipamento instalado, são recorrentes os acidentes no local.

No começo do ano, em fevereiro, um caminhão com placas de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina (SC), foi o primeiro a entalar na Ponte Preta. Ninguém se feriu, mas o estrago no veículo foi grande. O motorista, na época, disse que o sinalizador não funcionou.

Em dezembro de 2015, um ônibus de turismo ficou preso na ponte e o teto do veículo foi parcialmente destruído. Apesar dos danos materiais, ninguém ficou ferido.

Foto: Arquivo.
Foto: Arquivo.