Motorista e cobradores de ônibus de Curitiba serão vacinados na próxima etapa da imunização da Covid-19, assim que acabar a aplicação em pessoas com comorbidades, grávidas e puéperas. É o que garante ofício enviado nesta segunda-feira (24) pela Urbs – empresa municipal que gerencia o transporte coletivo da capital – ao Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba (Setransp).

A vacinação de motoristas e cobradores faz parte da fase quatro do Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde. De acordo com o Plano Municipal de Imunização de Curitiba, cerca de 4 mil profissionais do transporte coletivo deverão receber a vacina da Covid-19.

LEIA TAMBÉM:

>> Curitiba vai acelerar detecção da covid-19 com uso de testes rápidos em quem tem sintomas

>> UFPR encontra material genético do coronavírus em objetos de hospitais e consultórios de Curitiba

Procurada pela reportagem, a Secretaria Municipal de Saúde informou que não há data para iniciar a vacinação dos trabalhadores do transporte coletivo. “A Secretaria Municipal de Saúde segue os planos federal, estadual e municipal para a operacionalização da campanha de imunização contra a Covid-19. A imunização deste público ocorrerá quando chegar a fase na qual constam elencados como prioritário”, explica a prefeitura.

Enquanto ocorre a vacinação de Covid-19 do público com comorbidades, a prefeitura se colocou à disposição para imunizar os motoristas e cobradores com a vacina da gripe. A proposta foi aceita pelo Setransp.