O movimento da rodoferroviária de Curitiba começou grande na manhã deste sábado (22). Nas adjacências do terminal, a fila de ônibus chamou a atenção de quem circulava na altura do viaduto do Capanema já por volta das 8h. Motoristas que passavam pelo local relataram dificuldade de chegar ao acesso da rodoferroviária por conta do grande congestionamento no entorno do terminal, tendo algumas pessoas, inclusive, descido a pé dos veículos que as transportavam para conseguir embarcar a tempo. A situação foi registrada na Avenida das Torres.

Segundo levantamento recente realizado pela administração municipal, a expectativa é de que no período entre 15 e 29 de dezembro, cerca de 500 mil pessoas passem pelos terminais de embarque e desembarque, tendo como destinos principais cidades do interior do Paraná e de Santa Catarina. Segundo o gerente da Rodoviária de Curitiba, Élcio dos Anjos, a movimentação no local nos 15 dias que compreendem o período de festas, costuma ser maior do que o dobro.

Ainda segundo a Prefeitura, 4 mil ônibus já deixaram a capital desde o dia 16, o que corresponde a um total de 72 mil passageiros que já deixaram a cidade somente no período do Natal.

Para o Ano Novo o movimento deve aumentar um pouco mais. Segundo a Prefeitura, 116 mil embarques devem acontecer entre 23 e 29 de dezembro. Para se ter uma ideia, em dias normais a Rodoviária da capital atende 9 mil passageiros, número que salta para 18 a 23 mil dependendo da proximidade dos feriados.

+Leia também: Natal com chuva? Meteorologistas indicam que vai ter aguaceiro no feriado sim!

Chegadas

De acordo com o administrador da Rodoviária, Élcio dos Anjos, o volume de desembarques nestes dois períodos do ano também é grande, com uma proporção de 80% a 90% de gente chegando em Curitiba para a mesma quantidade de embarques.

Diante da grande movimentação, a Urbs (Urbanização de Curitiba S/A), responsável pelo gerenciamento da Rodoviária, solicitou reforço para o atendimento no período, como operações de agentes de Trânsito nas áreas internas e acessos ao terminal rodoviário, aumento no efetivo da Polícia Militar (PM) e atendimento com módulos móveis nas entradas do terminal, além da fiscalização de táxis.

Está indo para o litoral do Paraná? Saiba se a sua praia está própria pra banho!