Moradores que saiam para trabalhar embaixo de uma forte neblina que cobre Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), na manhã desta terça-feira (28), levaram um susto. Natalina Venancios Constantino, de 50 anos, foi encontrada morta com uma faca no pescoço, na Avenida Paraná, bairro Estados.

O crime, segundo a suspeita da Polícia Civil, aconteceu na madrugada. “Os assassinos arrombaram a casa, tiraram a mulher de dentro e a esfaquearam do lado de fora”, contou o delegado Osmar Feijó.

Não se sabe por qual motivo, a mulher foi retirada do condomínio onde morava e deixada na calçada da rua, a cerca de 100 metros do condomínio. Ela estava jogada atrás de um monte de areia junto de um plástico preto.

Detalhe da faca utilizada no crime.

A lâmina da faca estava cravada no pescoço, que por pouco não foi arrancado da cabeça da mulher. “Já a outra parte da faca, estava próximo ao corpo e isso talvez nos facilite a encontrar vestígios do autor”, explicou o delegado.

A Polícia Civil apura os detalhes do crime e, a princípio, não levanta a hipótese de um latrocínio (roubo seguido de morte), pois da casa os assassinos não teriam levado nada. “Vieram destinados a matá-la mesmo. Só não entendemos por que a deixaram abandonada na calçada”.

Enquanto a Polícia Científica fazia o trabalho de perícia no local do crime, duas filhas de Natalina chegaram. Elas apontaram aos policiais algumas suspeitas e a Delegacia de Fazenda Rio Grande já começa o trabalho em busca de quem assassinou Natalina. O motivo seria passional, mas ainda não ficou certo o que teria causado o crime.