Após muita confusão nas duas tentativas de votar o pacote de ajuste fiscal de Curitiba, os vereadores do município optaram por realizar uma sessão longe da Câmara, na Ópera de Arame, na manhã desta segunda-feira (26), para conseguir colocar os projetos efetivamente em votação. O foco era o pacote de ajuste fiscal proposto pelo prefeito Rafael Greca (PMN), o chamado pacotaço, que terminou de ser aprovado por volta do meio-dia. No começo da tarde, alguns servidores ocuparam a prefeitura, no Centro Cívico, e serão recebidos pelo secretário de governo.

A estratégia, ainda assim, não evitou que houvesse mais confusão na Ópera de Arame, onde algumas pessoas ficaram feridas e outras foram detidas. Aos gritos de ‘vergonha’ os servidores se aproximaram do local da votação, pela Rua João Gava. Instantes depois houve um confronto entre policiais e manifestantes. Uma professora quebrou o dedo. Outra confusão registrada minutos depois deixou um profissional da imprensa desmaiado e outro ferido.

O trânsito na região ficou complicado por causa da votação.

Assista a sessão que aprovou os quatro projetos do “pacotaço” na Ópera de Arame: