O secretário estadual de Saúde do Paraná, Beto Preto, afirma que não há necessidade de pânico da população por causa do coronavírus – vírus que vitimou 132 pessoas na China e já chegou a outros países, como Alemanha, Emirados Árabes Unidos, Japão e Vietnã. Em entrevista na manhã desta quarta-feira (29), o secretário confirmou que dos três casos suspeitos no estado, dois já foram descartados e um aguarda o resultado de exame.

+Fuja da cilada! Quatro passos para você não cair nas fake news sobre o coronavírus

“Não existe motivo de pânico para a população. Estamos atentos e estaremos todos os dias reunidos. A globalização de pessoas indo e vindo é comum”, ressalta o secretário estadual, que deu entrevista coletiva junto com a secretária municipal de Saúde de Curitiba, Marcia Huçulak, nesta quarta. Entre as ações do governo para barrar a entrada do vírus no estado está o monitoramento de desembarque no Porto de Paranaguá e no Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na região de Curitiba.

PREVINA-SE – como evitar e identificar os sintomas do coronavírus

Uma jovem de 23 anos suspeita de estar com o coronavírus é tratada no Hospital das Clínicas (HC). De acordo com Preto, o estado de saúde dela é considerado leve.O secretário estadual afirma que clinicamente os sintomas não são de coronavírus, entretanto, só o exame que está sendo concluído com prioridade vai poder afirmar isso. “Ainda aguardamos o resultados dos exames, mas deve ser influenza B [vírus da gripe]”, ressalta o secretário. A mulher internada chegou da China no dia 5 de janeiro.

Coletiva de imprensa sobre suspeita de coronavírus em Curitiba.

Posted by Tribuna do Paraná on Wednesday, January 29, 2020

Já os dois casos descartados no Paraná foram em Curitiba e em Paranaguá, no litoral. Ambos os pacientes também estiveram recentemente na China.

LEIA+ Novos casos apontam para circulação do coronavírus fora do território chinês

Em Paranaguá, o paciente é um o tripulante de um navio que veio da China no dia 26 de janeiro. Já o paciente descartado em Curitiba estava internado em um hospital particular. Ambos passaram por exames em que foram descartados o vírus.

Ninguém embarca

Após a suspeita de um tripulante de navio chinês estar com coronavírus, o Porto de Paranaguá está passando por um procedimento de segurança. Segundo o secretário estadual de Saúde, ninguém desembarca sem a liberação dos comandantes dos navios.

“Todos os cuidados estão sendo feitos com os funcionários dos navios. Os resíduos das embarcações estão separados e levados para aterros. Os chineses estão colaborando com tudo”, ressaltou o secretário.

Confira prevenir o coronavírus

  • Lavar as mãos com frequência, ou utilizar álcool 70%, principalmente antes de consumir algum alimento.
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal.
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir.
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, higienizar as mãos após tossir ou espirrar.
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas.
  • Manter ambientes bem ventilados, evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença. 
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.
  • Pessoas com sintomas de infecção respiratória aguda devem praticar etiqueta respiratória (cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar, preferencialmente com lenços descartáveis e após lavar as mãos).