“Ninguém vai ao Parque Barigui amanhã”, o pedido para não comparecer ao Parque Barigui, na quarta-feira (20), data do início oficial da imunização contra a covid-19 em Curitiba, foi feito pela secretária de Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, na manhã desta terça-feira (19). O apelo, em tom firme, foi feito durante entrevista ao vivo para a Tribuna do Paraná, transmitida pelo Facebook e concedida na Central de Medicamentos do Paraná (Cemepar), onde as doses da vacina Coronavac começaram a ser distribuídas aos municípios nesta manhã, pela Secretaria de Estado de Saúde do Paraná (Sesa).

LEIA MAIS – “Surgiu uma luz no fim do túnel”. Quem é a primeira enfermeira vacinada contra covid-19 no Paraná

De acordo com a secretária, nesta quarta-feira, o chamado Pavilhão da Cura, no centro de eventos do Parque Barigui, será palco do lançamento da campanha de vacinação na capital paranaense, com a imunização de 200 profissionais de saúde que atuam no combate ao novo coronavírus. Depois disto, as vacinações seguirão a ordem dos grupos prioritários dos planos municipal e nacional de imunização, além de terem que ser agendadas previamente por aplicativo. Do total das doses encaminhadas ao Paraná, Curitiba ficará com 24.440.

LEIA AINDA – Greca mantém para quarta-feira início de vacinação contra covid-19 em Curitiba

“Amanhã (quarta-feira) a gente vai fazer um lançamento, com os nossos 200 vacinadores. Vamos vacinar eles, que estão no primeiro grupo, aliás, estão na linha de frente todo tempo. A gente trouxe técnico de enfermagem e enfermeiros da nossa rede, que estão em atendimento, para fazer essa atividade vacinação”, explicou Márcia, que também detalhou como serão as próximas etapas da vacinação na cidade.

“Nesse primeiro momento, essa semana ainda, provavelmente até terça (26) ou quarta-feira (27) da semana que vem, nós vamos a 127 instituições que atendem idosos em Curitiba. São 127 locais, asilos, casas de apoio, repouso. Nós vamos vacinar os idosos que lá vivem e seus cuidadores”, disse a secretária.

VIU ESSA? Posso escolher qual vacina vou tomar? Prefeitura de Curitiba explica!

Depois dos idosos, será a vez dos profissionais de saúde de Curitiba, que atendem os pacientes com covid-19, receberem a Coronavac. “O outro grupo depois, provavelmente quarta-feira (27) da semana que vem, que nós vamos começar (a vacinar) são os profissionais de saúde da linha de frente, médico, enfermeiro, técnico de enfermagem, pessoal da limpeza, fisioterapeuta e nós já temos a lista. Ninguém vai ao Parque Barigui diretamente, porque nós vamos agendar todas as pessoas. Elas vão receber (informação sobre a data) pelo aplicativo, pela mídia, nós vamos informar os grupos que vão sendo vacinados, para evitar tumultos e aglomeração”, ressaltou.

Outros grupos

Após os profissionais de saúde da linha de frente, segundo o plano de imunização contra a covid-19, anunciado pelo prefeito Rafael Greca (DEM) na segunda-feira (18), receberão a vacina os indígenas aldeados no Campo de Santana.

LEIA TAMBÉM – Vacinação contra covid-19 em Curitiba: Tire suas dúvidas e saiba como será imunização no Parque Barigui

“A partir daí seguiremos os grupos prioritários conforme o plano nacional e Municipal de imunização. A serenidade é o começo da cura, cidade inteligente que é, Curitiba saberá consultar o aplicativo e com ordem e com muita urbanidade procurar a imunização. Não vamos fazer nada que intensifique a pandemia nesta reta final”, disse”, informou o prefeito.

Preparativos no Barigui

Pavilhão de eventos do Parque Barigui, agora, Pavilhão da Cura. Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná.

No Parque Barigui, a montagem da estrutura do Pavilhão da Cura ainda era “tímida” na manhã desta terça-feira, como verificou a reportagem da Tribuna, que esteve no local. No pavilhão do centro de eventos, apenas cerca de 10 funcionários de empresas terceirizadas faziam pinturas e organizavam uma sala do espaço. Mas a segurança do local já era reforçada, com a presença de duas viaturas da Guarda Municipal e controle de acesso das pessoas.