Curitiba terá novos radares nas ruas e avenidas que registram mais acidentes de trânsito, seguindo análise da Superintendência de Trânsito (Setran) e pedidos feitos por moradores da capital. De acordo com a secretaria, os primeiros equipamentos já foram instalados e passam por aferição, antes do início da aplicação das multas. Os radares já podem ser vistos na Avenida Comendador Franco, Rua Maurício Fruet, Rua Nilo Peçanha, Rua Almirante Tamandaré, Rua Padre Paulo Warcocz e Rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, locais onde a velocidade máxima permitida varia entre 40 km/h e 70 km/h. (veja abaixo os limites em cada local).

LEIA MAIS – Multas de trânsito parceladas na pandemia, é o que propõe projeto de lei em Curitiba

Para reduzir as colisões e o impacto de possíveis acidentes de trânsito, estes novos equipamentos devem começar a fiscalizar a velocidade até o fim deste mês – a data certa, de acordo com a Setran, ainda depende da conclusão dos trabalhos e será divulgada na sequência.

Nas vias onde os novos radares já foram colocados – alguns em substituição a outros equipamentos – há a indicação com placas e pintura no pavimento, conforme padrões da legislação federal. “Também estamos fazendo a divulgação para avisar os motoristas com antecedência sobre a intervenção”, afirma a superintendente de Trânsito, Rosangela Battistella.

LEIA AINDA – Caminhão bate em ônibus e deixa sete feridos na região de Curitiba

Parte dos equipamentos também vai fiscalizar a parada sobre a faixa de pedestre, avanço do sinal vermelho, conversão e retorno proibidos, conversão obrigatória, trânsito em local e horário proibido pela sinalização (caminhões de grande porte na Linha Verde) e em faixa exclusiva destinada aos ônibus do transporte coletivo.

A lista completa com todos os pontos de fiscalização eletrônica em funcionamento em Curitiba pode ser consultada no site da Setran. A Setran estima que até o final do ano praticamente todos os pontos de fiscalização eletrônica estarão atualizados e concluídos, dependendo do orçamento. A substituição deve possibilitar o monitoramento de 804 faixas de trânsito em pontos estratégicos da cidade, o equivalente a 191 locais com equipamentos a serem instalados ou trocados.

Endereços dos novos radares de Curitiba

* Avenida Comendador Franco – limite de 70 km/h (troca de equipamento)

Foram substituídos os equipamentos instalados na Avenida Comendador Franco, próximo à uma rede árabe de fast-food. Mas a avenida permanecerá com limite de velocidade em 70 km/h, diferente da maior parte das vias da cidade que estão passando por uma readequação e que, nos próximos meses, terão velocidade máxima de 50 km/h.

De acordo com Setran, esta via arterial tem características de trânsito rápido com função escoamento de veículos para outras regiões da cidade, município vizinho e aeroporto. “Na Comendador Franco temos um dos locais mais críticos em ocorrências gerais de acidentes, inclusive os mais graves. Os radares auxiliam no controle da velocidade e na travessia de pedestres”, salienta a superintendente de Trânsito, Rosangela Battistella.

* Rua Maurício Fruet – 50 km/h (troca de equipamento)

Também no bairro Jardim Botânico foram trocados os radares instalados perto de um supermercado, na Rua Maurício Fruet. A rua, que é caracterizada como uma via coletora, tem duas e três faixas de circulação e faz a ligação entre bairros e com travessias de pedestres em diferentes pontos, como no Terminal Vila Oficinas, na Rua da Cidadania do Cajuru e no Jardim Botânico, local turístico mais visitado de Curitiba.

* Rua Nilo Peçanha – 50 km/h (novo radar)

O trecho sinuoso da Rua Nilo Peçanha, no bairro São Francisco, passará a ter fiscalização eletrônica nas proximidades de um supermercado. O objetivo é reduzir as colisões e o impacto de possíveis acidentes de trânsito na via, que passou a ter limite de velocidade de 50 km/h. A Rua Nilo Peçanha, somente no trecho entre as ruas Carlos Pioli e Lysímaco Ferreira da Costa (com duas curvas em sequência), registrou dez colisões ao longo de 2020.

“O local é em declive, em curva acentuada e antecede um cruzamento semaforizado para pedestres. O trecho ainda tem grande circulação de pedestres pelos serviços ofertados nas proximidades, com comércios, serviços, empresas, supermercado e dois estabelecimentos de ensino”, aponta Rosangela.

* Rua Almirante Tamandaré – 50 km/h (novo radar)

Cortando o bairro Juvevê, a via faz importante ligação de parte da região norte com a região central da cidade. Análise técnica da Setran constatou elevada potencialidade de acidentes nas proximidades com o cruzamento da Rua Augusto Stresser, onde havia pedidos da população e agora um novo radar começa a funcionar.

* Rua Padre Paulo Warcocz – 40 km/h (novo radar)
* Rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza – 60 km/h (novo radar)

Nas proximidades de dois estabelecimentos de ensino, no bairro CIC, os radares vão contribuir, segundo a Setran, para a segurança viária da comunidade acadêmica, principalmente após o retorno das aulas presenciais. A instalação atende a uma reivindicação da população para o trecho que conta ainda com um conjunto habitacional vertical com mais de mil residências.

Com a Rua Monsenhor Ivo Zanlorenzi, a Professor Pedro Viriato Parigot de Souza integra o eixo viário oeste da cidade, fazendo o escoamento de tráfego bairro/centro nos dois sentidos. No cruzamento com a Rua Padre Paulo Warcocz, após trecho em curvas, há grande demanda de travessia de pedestres, com escola nas proximidades.