O número de casos ativos de covid-19 em Curitiba mais que dobrou na última semana. De acordo com dados da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba (SMS), a capital tinha, nesta quinta-feira (5), 2.309 pessoas capazes de transmitir a doença. No dia 28 de abril, sete dias atrás, esse número era de 1.114 casos ativos, um aumento de 107%.

LEIA TAMBÉM:

>> Servidora de Curitiba é exonerada após se recusar a tomar vacina contra covid-19

>> Tosse, nariz escorrendo, dor no corpo? Saiba quando procurar atendimento

>> Medicamento para tratamento da covid-19 é aprovado em uso emergencial pela Anvisa

De acordo com a Prefeitura de Curitiba, o aumento já era esperado, já que o período de início de abril é, historicamente, conhecido pelo aumento de casos respiratórios na cidade.

“Este novo aumento de casos de covid-19 na cidade coincide com esse momento, que é sazonal. Sendo o Sars-Cov2 (covid-19) também um vírus de transmissão respiratória, considera-se essa elevação previsível, dentro desse período de sazonalidade do aumento das infeções respiratórias na cidade a partir do outono, com a chegada de temperaturas mais baixas, favorecendo a circulação desses vírus”, explica a Secretaria.

“Os dois feriados prolongados do mês de abril – que aumentaram a circulação de pessoas entre cidades – também podem ter contribuído para o recente aumento nos novos casos de covid-19”, acrescenta o órgão.

Confira o número de casos ativos em Curitiba desde o fim de abril
20/04 – 619
25/04 – 825
26/04 – 908
27/04 – 1.021
28/04 – 1.114
29/04 – 1.215

Fim de semana
02/05 – 1.550
03/05 – 1.781
04/05 – 2.021
05/05 – 2309

Motivo de preocupação?

Mas é preciso se preocupar com esse aumento expressivo de casos ativos? Segundo a prefeitura, neste momento em que os curitibanos se preparam para o início do inverno, o crescimento da circulação de vírus respiratórios pode ser barrado apenas por um “escudo”, a vacinação em dia.

“Colocar a carteira de vacina em dia é fundamental e a intensificação das medidas preventivas, como higienização das mãos e manter ambientes arejados. Em caso de sintomas, é necessário isolamento, uso de máscara facial e testagem contra a covid-19. Essas informações permitem aos cidadãos contribuírem para a redução da circulação dos vírus e bactérias causadoras dessas doenças”, explica a SMS.

Questionada sobre uma possível retomada de medidas de isolamento e proteção, a Secretaria Municipal da Saúde diz que o município reorganizou sua rede de atendimento, já em vista da alta de casos ativos.

“Mesmo com o aumento, as taxas de ocupação dos leitos exclusivos para a doença seguem baixas, apontando que a capacidade instalada hospitalar municipal está adequada. A ocupação dos leitos exclusivos de UTI-covid do SUS curitibano está em 40%, com seis pacientes; já a ocupação dos 25 leitos de enfermaria-covid está 32%, com oito pacientes” conclui.

Estreias

Veja 10 séries e filmes que chegam nesta semana na Netflix

Além da Ilusão

Lorenzo conta que Bento morreu

Pantanal

Jove leva Juma com ele para o Rio de Janeiro

Destaque da semana

Tudo o que você precisa saber antes de ver “Doutor Estranho 2”