Uma obra de grande porte deve afetar ao menos um milhão de pessoas em Curitiba e São José dos Pinhais, na região metropolitana. Trata-se da substituição de duas válvulas e de parte do barrilete (conjunto formado por tubulações, conexões e registros) na captação do Rio Iguaçu, em Curitiba. Por causa disso, o abastecimento será suspenso em 29 bairros de Curitiba e em mais seis bairros de São José dos Pinhais.

Com a obra, o abastecimento de água dos bairros atendidos pelo sistema Iguaçu será afetado por até 36 horas. O trabalho começou a ser executado e a normalização do abastecimento deve ocorrer até as 18h do dia 24, quarta-feira.

Bairros que serão afetados

Curitiba: Água Verde, Fanny, Guaíra, Parolin, Prado Velho, Rebouças, Santa Quitéria, Seminário, Portão, Vila Izabel, Novo Mundo, Capão Raso, CIC, Pinheirinho, Sítio Cercado, Tatuquara, Jardim Botânico, Centro, Cristo Rei, Hugo Lange, Bacacheri, Boa Vista, Ahú, Atuba, Barrerinha, Cabral, Centro Cívico, Santa Cândida, São Lourenço, Tingui, Juvevê, Alto Boqueirão, Boqueirão, Hauer, Uberaba, Guabirotuba, Jardim das Américas, Ganchinho e Xaxim.

São José dos Pinhais: Guatupê, Ipê, Academia, Cristal, Jardim Cristal, Cidade Jardim.

E o rodízio, como fica?

Segundo a Sanepar, o rodízio será suspenso nessas regiões entre os dias 20 e 26 de fevereiro. 

A obra

Esta é uma etapa da obra de substituição de uma das adutoras que levam água da captação até a Estação de Tratamento de Água (ETA) Iguaçu. Atualmente, o transporte da água é feito por duas adutoras, que são tubulações de grande diâmetro (de 1,10 metro), com extensão de 1,5 quilômetro e que margeiam a Rodovia BR 277.

Segundo a Sanepar, a nova tubulação melhorará a segurança operacional de produção de água da ETA Iguaçu, com redução de rompimentos e vazamentos. Com capacidade de produção de 3.600 litros de água por segundo, a ETA Iguaçu é a maior do Paraná.

É uma obra de grande complexidade, prevista no planejamento da Companhia para a modernização dos seus equipamentos e estrutura. A obra vem sendo executada desde janeiro de 2020, com investimentos de R$ 6,2 milhões, e tem previsão de ser concluída daqui a seis meses.