A chuva, o tempo frio e a pandemia de coronavírus não foram obstáculos para cerca de 600 de pessoas em Curitiba que decidiram se candidatar a uma das 100 vagas oferecidas por uma rede de supermercados de Curitiba. São pessoas que sofreram com a crise causada pela covid-19 e que buscam uma recolocação no mercado de trabalho.

+Leia mais! Crise? Rede de supermercados inaugura 3ª loja em Curitiba durante pandemia

Nesta manhã, em uma unidade da rede no bairro Pinheirinho, em Curitiba, a fila ultrapassava vários quarteirões, mas por causa da chuva todos os candidatos foram atendidos no estacionamento coberto, com as medidas de segurança contra covid-19.

Leandro trabalhava como autônomo e sentiu uma queda no serviço por causa da pandemia. Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná.

Entre os candidatos em busca de uma recolocação no mercado de trabalho estava Leandro Vidal, de 22 anos, que trabalhava na construção civil. “Trabalhava por conta, mas por cauda da pandemia muitas pessoas perderam a renda e deixaram de investir seus dinheiros em obras. Era preferível colocar comida em casa”, disse o jovem, que está em busca de uma vaga como repositor.

A jovem Vanessa Vastos, de 21 anos, buscava uma vaga de operadora de caixa. “Eu trabalhava em outro local e pedi pra sair. Agora busco uma recolocação e estou bastante animada”, disse a jovem, moradora do Sítio Cercado.

Vanessa já tem experiência como operadora de caixa e busca uma nova oportunidade. Foto: Gerson Klaina.

A rede de mercado tem vagas para operador de caixa, repositor, barista, chocolatier, zelador, auxiliar de estacionamento, açougueiro, confeiteiro, padeiro, agente de prevenção, cartazista, ajudante de armazém, encarregado de frios, encarregado de cozinha, encarregado de FLV, encarregado de Padaria/Confeitaria, encarregado de açougue, encarregado de mercearia, encarregado de bazar, recebedor e coordenador de delivery.