A Polícia Civil do Paraná realizou oito prisões durante o mês da campanha do Maio Laranja em Curitiba, que visa combater o abuso e a exploração sexual infantil no Brasil e reforçar a conscientização sobre o tema. Foram quatro em flagrante e quatro por mandados de prisão. Ainda durante o mês, a polícia registrou 163 boletins de ocorrência envolvendo crimes contra crianças e adolescentes.

As ações durante a campanha auxiliaram na mobilização, sensibilização, informação e convocação da sociedade para participar da luta em defesa dos direitos de crianças e adolescentes. Ainda foram recebidas 100 denúncias.

LEIA TAMBÉM:

>> Youtuber especialista em motos morre após grave acidente na Linha Verde, em Curitiba

>> Ministro do STF Nunes Marques reverte cassação de deputado Francischini

O Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria) realizou operações ao longo de todo o mês para reforçar o tema. No dia 18, balões foram soltos para chamar a atenção da população, um ato simbólico alusivo ao Dia Nacional de Combate Abuso e Exploração Sexual Infantil. Anualmente, a polícia realiza campanhas e ações para relembrar este dia.

“O Nucria conta com servidores capacitados para o acolhimento das vítimas e familiares, inclusive com psicólogos, que também atuam nas escutas especializadas das crianças e adolescentes. Tudo isso como forma de minimizar os impactos decorrentes de um eventual crime”, explica a delegada Ellen Victer.

Para denunciar anonimamente a população pode ligar para o disque 100 ou 181. Denúncias de crimes ocorridos em Curitiba podem ser feitas pelo telefone (41) 3270-3370, diretamente à equipe de investigação.

Pantanal

Tibério proíbe Muda de falar com Alcides

Além da Ilusão

Úrsula rouba o bebê de Heloísa

Novidades

Comédia com Paulo Gustavo e mais filmes e séries chegam nesta semana na Netflix, confira!

Carreira

Ganhadora do prêmio de pior atriz a vida rodeada de polêmicas, quem é Anne Heche?