Prometida inicialmente para começar a funcionar no aniversário de Curitiba, celebrado no fim de março, a esperada linha de ônibus Fagundes Varela/Fanny teve a data de entrega atrasada duas vezes e não deve começar a operar tão cedo. A Urbs adiou por tempo indeterminado a implantação da linha que irá integrar a Linha Verde de Norte a Sul. E o motivo não é apenas um, mas uma série de erros de planejamento e de obras incompletas que impossibilitaram o início da operação.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Uma das razões envolve uma avaliação da Polícia Rodoviária Federal do Paraná (PRF-PR), que concluiu, na última sexta-feira (12), que não há segurança suficiente para que os carros e os ônibus transitassem no esquema proposto.

O primeiro ponto elencado pela PRF como determinante para avaliar a circulação como arriscada é o fato de a canaleta exclusiva para ônibus não estar totalmente pronta ao longo de um bom pedaço do trajeto. Isso significa que a nova linha teria de circular pela rodovia junto dos outros carros. Essa passagem aconteceria no cruzamento da BR-116 com a Av. Victor Ferreira do Amaral e no encontro entre a BR-116 e a estação-tubo Fagundes Varela, instalada próxima à rua de mesmo nome.

+ Leia mais: Concurso público na Grande Curitiba oferece mais de 60 vagas e salários de até R$ 9 mil

“Os locais de entrada e saída da rodovia não estão bem preparados para essas manobras e colocariam em risco tanto quem está no ônibus quanto quem está nos outros veículos”, explica Waldecir Schuster, chefe da Delegacia Metropolitana da PRF.

Um segundo ponto no parecer da PRF leva em conta que, enquanto o tubo Fagundes Varela ainda não está sendo utilizado, manilhas colocadas para demarcar a obra estão ajudando a sinalizar o trânsito na região. Com o ônibus passando a circular por ali, as manilhas precisariam ser retiradas e, segundo Schuster, seria grande o risco de veículos entrarem por engano na canaleta e acabarem colidindo com algum coletivo.

Foto: Cecília Tümler/Gazeta do Povo
Foto: Cecília Tümler/Gazeta do Povo

Sem espaço para retorno

Os motivos pontuados pela PRF não foram citados pela Urbs para justificar o último atraso da obra. No último sábado (13), a empresa informou apenas que a linha não poderia ser inaugurada em razão de um problema no raio de giro do veículo — mais um problema que não foi previsto.

+ Leia ainda: Confirmado: Jockey Plaza Shopping vai abrir em junho no Tarumã

Segundo a Urbs, foi apenas nos últimos testes de circulação do itinerário que foi constatado que, no ponto final da linha, não haveria espaço suficiente para que o veículo fizesse a volta. Ou seja, não conseguiria continuar o trajeto no sentido oposto.

Além disso, outro ponto não mencionado pela Urbs é que as obras na estação-tubo que serviria de ponto de partida para a nova linha nem sequer está pronto. A reportagem visitou o tubo Fagundes Varela na tarde desta segunda-feira (15) e constatou que ainda há partes da instalação que estão incompletas. Dezenas de trabalhadores estavam colocando as portas das estações-tubo, com fios elétricos à mostra e buracos abertos na extensão do piso do tubo — um trabalho que não poderia acontecer com o entra e sai de passageiros.

Quando a linha irá circular de fato?

Segundo a Urbs, fapós uma série de reuniões entre reuniões entre técnicos da empresa, da Secretaria Municipal de Obras Públicas (Smop) e da Superintendência Municipal de Trânsito (Setran), foi definido que a implantação da Fagundes Varela/Fanny foi adiado por tempo indeterminado.

+Caçadores! Guerreira, pequena Lara passa por grande cirurgia após ajuda de leitores

“Os técnicos avaliaram que mudanças da frente de trabalho das obras da Linha Verde, na altura da estação-tubo Fagundes Varela, para o outro lado da pista, que deverá ser feita nos próximos 60 dias causaria problemas de segurança no cruzamento”, explica a empresa, em nota. “Nesse período, a frente de obras vai desviar o fluxo de veículos no sentido Norte para a marginal direita em uma única faixa, inviabilizando o acesso dos ônibus à estação Fagundes Varela. No sentido Sul também será desviado o fluxo de veículos cortando a canaleta inviabilizando a circulação dos ônibus.”

Relembre o caso

A linha Fagundes Varela/Fanny era promessa do prefeito Rafael Greca (DEM) para o aniversário de Curitiba deste ano, mas acabou ficando no papel porque mudanças operacionais nas estações-tubo por onde a linha vai passar não foram concluídas a tempo.

+ Leia também: Agentes penitenciários irão paralisar atividades no próximo dia 29

O prefeito chegou a fazer uma declaração sobre o assunto no dia 6 de fevereiro, de dentro da estação-tubo Fagundes Varela, no Bairro Alto, que será o ponto principal da linha: “Este tubo, no aniversário de 326 anos de Curitiba, vai ficar pronto e a Linha Verde no seu canteiro central terá ônibus.

Após um primeiro atraso na entrega, a linha Fagundes Varela/Fanny teve uma nova data de operação marcada para esta segunda-feira (15). Porém, no último sábado (13), a Urbs informou que inauguração atrasaria mais uma vez, sem dar um novo prazo.

Trajeto e horários

Entre os pontos inicial e final, a linha Fagundes Varela/Fanny está programada para ter parada na estação Marechal Floriano, onde os passageiros poderão fazer integração com o expresso Pinheirinho-Carlos Gomes, Circular Sul e ligeirinho Fazenda Rio Grande. O projeto também prevê parada na estação-tubo Vila Olímpica, mas ela está fora do trajeto neste primeiro momento.

+ Leia mais: Preso suspeito de roubar casas de alto padrão, fazer reféns e agir com violência

Até o adiamento, o plano era que a linha começasse a funcionar com horários de segunda-feira a sábado. Em dias úteis, os ônibus estavam previstos para operar das 6h à meia-noite. A última viagem diária deveria da estação Fanny, às 23h40. No sábado, o horário estava previsto para ser das 6h às 14h.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Ao procurar ladrão, polícia encontra e prende suspeito de tráfico em Curitiba