Durante a madrugada deste domingo de Páscoa, 11 presos que estavam na carceragem da delegacia de Campo Largo conseguiram ganhar as ruas. Segundo investigadores do distrito policial, os presos arrombaram cadeados e cortaram grades para ter acesso ao local onde tomam banho de sol. Logo após, eles abriram o alambrado que cobre a quadra e fugiram pela parte de cima da delegacia. Segundo os policiais que estavam de plantão, não foi possível conter a fuga.

Entre os foragidos está Murilo Jharrel Alves Gobor. No dia 23 de março, fazia poucas horas que ele tinha saído de portaria da Colônia Penal Agroindustrial (CPAI), em Piraquara, para passar uns dias com os familiares, quando foi capturado no bairro São Jerônimo, em Campo Largo, junto com dois comparsas, com um carro e uma motocicleta roubados e duas armas. Na ocasião, ele afirmou ter saído da CPAI com objetivo de matar o filho de um agente penitenciário e eventualmente mataria o pai também. A polícia tem os nomes das supostas vítimas, mas não os divulgou.

A Polícia Militar e a Guarda Municipal da cidade receberam cópias das fotografias dos 11 fugitivos. Durante todo o domingo, viaturas patrulharam a região, mas até o início da noite, ninguém foi recapturado.