Ovos e outras delícias feitas com chocolate chegam a ter uma variação de preço de até 133,4% no mesmo produto, em diferentes supermercados de Curitiba. A pesquisa que compara os preços de 224 itens de Páscoa, em dez estabelecimentos, foi feita pelo do Disque Economia, da Prefeitura de Curitiba, na última sexta-feira (9).  Além dos ovos, foram pesquisados os valores cobrados pelas barras de chocolate, bombons, coberturas, colombas e caixas de variedades.

Leia também: Feiras de Páscoa das praças Osório e Santos Andrade começam no dia 16

Com base nos dados obtidos, os pesquisadores constataram que os preços dos chocolates tiveram uma alta, em média de 8,85% em relação ao ano passado. Alguns chocolates tiveram redução média de 2,35% no peso neste ano, em comparação ao ano passado, mas os preços de alguns produtos não tiveram queda proporcional.

“Constatamos, por exemplo, que um ovo teve sua gramatura reduzida de 210 gramas para 185 gramas e o preço ainda subiu em comparação ao valor praticado na Páscoa anterior (de R$ 26,51 para R$ 35,72). Se levarmos em conta o preço por quilo do chocolate, a alta chegou a 52,9%”, explica o coordenador do Disque Economia Thiago Cavichiollo.

Diferenças

De acordo com o coordenador do Disque Economia, as diferenças mais significativas ocorreram em produtos com até 150 gramas. No caso da variação de 133,4%, ela foi constatada em uma barra de chocolate de 100 gramas, em que os preços tinham diferenças de R$ 2,99 a R$ 6,19 entre os supermercados. Outra grande variação foi encontrada em pequenos chocolates de 115 gramas, que tinham preços variando entre R$ 2,65 a R$ 4,88 (84,1%).

Entre os ovos, a pesquisa do Disque Economia encontrou diferenças de até 62,5%. No caso das caixas de variedades, a diferença de preço de um mesmo produto chegou a 59,1%. Em relação às colombas, a diferença chegou a 21,4% entre os pontos pesquisados.

Doze marcas fizeram parte do levantamento, que deve se repetir até a Páscoa: Lacta, Nestlé, Garoto, Ferrero Rocher, Arcor, Hershey’s, Linea, Olvebra, Balducco, Festtone, Panco e Visconte. “Até a Páscoa, a equipe estará fazendo acompanhamentos periódicos. Ao todo, ainda serão oito pesquisas”, acrescenta Cavichiollo.

A primeira pesquisa de preços de chocolates para a Páscoa 2018 já está disponível para consulta no site do Disque Economia. 

Tradicional espetáculo da Paixão de Cristo não será mais encenado na Pedreira Paulo Leminski