Uma pedra no caminho foi o motivo de um tombamento na tarde desta quarta-feira (10), no Mercês, em Curitiba. O motorista de um veículo utilitário carregado com produtos de restaurante bateu de frente com uma rocha que sai da base de um morro na Rua Dr. Carlos de Paula. A batida fez o veículo empinar a traseira e parar de lado. O acidente foi por volta das 16h e assustou os vizinhos com o barulho. Todos correram para socorrer o motorista, pois ele desceu do veículo parecendo estar ensanguentado. Porém, era alarme falso. O líquido vermelho era molho de tomate que estourou na carga. O motorista acabou abandonando o local.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre nossa regiãofutebolentretenimento horóscopo, além de blogs exclusivos e os Caçadores de Notícias, com histórias emocionantes e grandes reportagens. Vem com a gente!

Segundo os vizinhos, não havia ninguém na rua no momento da colisão. A Rua Carlos de Paula é uma viela elevada que contorna um pequeno morro no bairro. A pedra onde o veículo bateu fica quase que colada ao asfalto. “Foi um barulho forte e corremos para ver. O motorista saiu todo vermelho, meio cambaleando, e não quis ajuda. Ele abandonou o carro”, disse uma vizinha. A Polícia Militar (PM) foi avisada, mas os próprios vizinhos interditada a rua com galhos.

+ Leia também: Cristiana Brittes deletou apps de redes sociais e mensagens após morte de Daniel

Um outro vizinho, o primeiro a ver o acidente, presenciando a cena do veículo empinando, disse que se assustou quando viu o motorista avermelhado. “Parecia sangue”, contou.

Quando a PM chegou ao local, lá estavam apenas os donos do carro e da empresa. Quem estava dirigindo era um funcionário. Entre os produtos na carga estavam carnes, queijos e molhos. Os donos não sabiam informar onde estava o funcionário e nem o porquê dele abandonar o carro. Ninguém mais se feriu. O trânsito também estava tranquilo pelo baixo movimento na região.

Foto: Atila Alberti/Tribuna do Paraná.
Foto: Atila Alberti/Tribuna do Paraná.

Quadrilha especializada em roubos a bancos mantinha arsenal de guerra em residência