O que era para ser um espaço de lazer, tranquilidade e diversão para a comunidade vizinha do Parque Linear, em Colombo, na região metropolitana de Curitiba, tem se tornado um verdadeiro pesadelo com as constantes aglomerações, rachas, exibições de manobras arriscadas feitas por motoqueiros e até pela movimentação feita pelo tráfico de drogas.

+ Leia mais: Mulher é assassinada em Curitiba após ser alvo de ao menos 14 disparos de arma de fogo

Recém-criado, o Parque Linear conta com um investimento de quase R$ 5 milhões, em uma área de 3,5 quilômetros de extensão. O projeto inclui ciclovia, pista para caminhada, lagoa, estacionamento, praças, pista de skate, quadra de vôlei e futebol, playground e passarela de ligação entre os pontos do parque. Mas apesar de toda essa estrutura – que ainda está obras – o local não possui com nenhum módulo policial ou da Guarda Municipal.

Segundo moradores, nesta região do município também não é difícil ver pessoas sem máscaras e em aglomerações, em plena pandemia. A população ainda denuncia o tráfico de drogas e os encontros de motociclistas, que realizam manobras perigosas e rachas, que colocando suas vidas e a de terceiros em risco. Segundo as pessoas que moram por ali, o sentimento é de medo, revolta e insegurança. Veja o vídeo a seguir!

Sem noção!

Sem máscaras e distanciamento social, os motoqueiros não temem mostrar o rosto e se exibem, no entorno do parque e em vídeos que são postados nas redes sociais. Em um perfil no Instagram, é possível assistir a vídeos que mostram esses motociclistas sem capacetes, realizando manobras perigosas e em alta velocidade.

A partir dos 30 segundos do vídeo abaixo, uma dupla aparece fantasiada com roupas vermelhas e máscaras, como as usadas pelos personagens da série “La Casa de Papel”. Moradores do bairro também registraram um rapaz em um moto sendo perseguido pela polícia. E enquanto os admiradores dos motoqueiros incentivam as manobras, as famílias se mantêm em casa, por medo.

Vídeo: Reprodução/Instagram

Ação da polícia

No último domingo (20), a Polícia Militar realizou uma operação surpresa na região do Parque Linear. Ao todo, 105 pessoas foram abordadas, além de 12 carros e 37 motocicletas, sendo 25 delas recolhidas. Nesta ação foram lavradas 96 notificações. A Polícia Militar do 22.º Batalhão e a Guarda Municipal de Colombo informam que vêm realizando ações frequentes na região. No entanto, mesmo com várias denúncias e até com a presença da polícia, os encontros continuam acontecendo.

Operação realizada no domingo (20), na qual foram lavradas 96 notificações. Foto: Divulgação/ 22º Batalhão de Polícia Militar

Medo de ameaças

A Tribuna do Paraná conversou com três pessoas que moram bem perto do parque. Temendo pela segurança deles e de suas famílias, eles não quiseram se identificar e por isso vamos chamá-los por nomes fictícios. Ana, Maria e Roberto, contaram sobre o drama que estão vivendo.

Com medo de um grave acidente, Maria não leva os filhos para brincar na calçada em frente ao portão de casa, já que a sensação de insegurança e o sentimento de revolta tomam conta. “Tudo começa ainda na noite de sexta e termina por volta das 3h30. No sábado, eles retornam depois do almoço e seguem até a noite. E no domingo é pior, é o dia inteiro. A polícia vem mas não adianta, eles voltam a fazer tudo de novo” desabafa.

+ Leia também: Carregador de celular pode ter provocado a morte de morador de Colombo, na RMC

Para Roberto, que tem um bebê em casa, os dias e noites têm se tornado insuportáveis devido ao barulho intenso, já que muitos retiram o escapamento das motos. Segundo ele, “além das manobras perigosas, também há rachas e presença de carros rebaixados com som alto e a situação está piorando cada vez mais”, reclama.

“A sensação é de impunidade. Uma verdadeira falta de respeito com o próximo. Já ligamos várias vezes para a polícia e até o momento nada. Nesses dois últimos finais de semana, a polícia veio, mas aí, eles [os motoqueiros] voltam e tiram sarro da polícia”, comenta Maria.

O que diz a prefeitura e a Guarda Municipal?

A Prefeitura de Colombo e a Guarda Municipal se manifestaram sobre as denúncias que estão sendo realizadas sobre o Parque Linear.

Em nota, a prefeitura disse que há um grande planejamento para a região, incluindo a manutenção e uma previsão de um módulo de monitoramento da Guarda Municipal. Nos próximos dias, a Secretaria de Meio Ambiente deverá anunciar um pacote de iniciativas para a área.

Já o comandante da Guarda Municipal de Colombo, Fabrício Camargo, informou que há uma equipe de inteligência monitorando o parque e realizando os registros necessários para identificação dos suspeitos, além operações integradas com as forças de seguranças.