Parques, feiras de artesanato e pontos turísticos famosos de Curitiba seguem fechados pelo menos, até o próximo domingo (21), por conta do decreto que determinou a troca para a bandeira vermelha do protocolo sanitário de combate ao coronavírus na capital paranaense, em vigor desde o último sábado (13). Durante este período de lockdown apenas o funcionamento de atividades essenciais é permitido na cidade.

De acordo com o Instituto Municipal de Turismo, atrações turísticas como a Torre Panorâmica, Memoriais Étnicos (Árabe, Polonês, Ucraniano e o Memorial de Curitiba), museus e centros culturais, estão fechados, e a Linha Turismo está com o serviço suspenso.

LEIA AINDA – Vacinação de idosos em Curitiba pode ser interrompida a partir de quarta-feira

Além deles, todos os Postos de Informações Turísticas (Jardim Botânico, Palacete Wolf/Setor Histórico), Aeroporto, Rodoferroviária e Torre Panorâmica) e todas as unidades das lojas #CuritibaSuaLinda também seguem de portas fechadas. Até o dia 21 de março, informações turísticas podem ser solicitadas pelo telefone 156 (para quem está em Curitiba) ou pelo Disque Turismo 41 3350-6456 (demais localidades).

Parques fechados

Parques e outras unidades de conservação de Curitiba, que já vinham restringindo o fluxo de frequentadores, também estão fechados durante a vigência do decreto 565/2021, que instituiu o lockdown em Curitiba.

VIU ESSA? Ciclone em Matinhos? Cidade registra estragos em quiosques, alagamentos e destelhamentos após temporal de 20 minutos

De acordo com a prefeitura, estão proibidas, inclusive, as atividades esportivas individuais. O acesso a esses locais e o estacionamento irregular serão monitorados e fiscalizados por agentes de trânsito e guardas municipais.

A medida vale desde o último sábado e consiste no fechamento de portões das unidades cercadas, como o Jardim Botânico de Curitiba, o Bosque Capão da Imbuia, Zoológico de Curitiba, entre outros. Parques como o Barigui, Tingui e Náutico, que não são cercados, estão com os estacionamentos bloqueados. 

Feiras de Artesanato

Também estão suspensas, até dia 21 de março, as Feiras de Arte e Artesanato realizadas no Município, o que inclui a Feira do Largo – no sábado e domingo – e todas as feiras de bairros.

Atividades suspensas

  • Funcionamento de serviços não essenciais, em todas as modalidades de atendimento;
  • Reuniões com aglomeração de pessoas, incluindo eventos, comemorações, assembleias, confraternizações, encontros familiares ou corporativos, em espaços de uso público, localizados em bens públicos ou privados;
  • Parques, vedada a prática de toda e qualquer atividade individual ou coletiva;
  • Espaços de prática de atividades esportivas individuais e coletivas, localizados em praças e demais bens públicos ou privados, estendendo-se a vedação aos clubes sociais e desportivos, condomínios e áreas residenciais;
  • Consumo, em espaços de uso público ou coletivo, de bebidas alcoólicas.