Foi oficializado, na manhã desta quinta-feira (9), um repasse de R$ 40 milhões do Governo do Paraná para a Prefeitura de Curitiba, destinados a subsidiar a tarifa do transporte público da capital, que permanecerá em R$ 4,50 – abaixo da tarifa técnica que é hoje de R$ 4,79. O repasse, no entanto, também inclui uma série de melhorias na mobilidade urbana da capital e entorno, como 11 novas faixas exclusivas para ônibus, e as integrações de atendimento à Vila Tupy, em Araucária, e entre a cidade de Pinhais e o terminal Centenário, em Curitiba. Além disso, a prefeitura vai repassar R$ 50 milhões ao Fundo de Urbanização de Curitiba, que serão destinados a esse mesmo fim.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Na ocasião, o governador Ratinho Jr afirmou que a capital paranaense sempre foi uma referência em transporte coletivo e que a Região Metropolitana precisa acompanhar esse ritmo de inovação e qualidade. “Nada mais justo do que o Governo colaborar para essa modernização, mas acima de tudo permitir que a tarifa fique acessível aos usuários. Temos que minimizar o impacto diário que o trabalhador tem para se locomover dentro das cidades”, afirmou.

Ratinho também explicou que o subsídio é uma maneira de garantir equilíbrio no sistema. “Os custos vêm crescendo, custos com pneus, folha de funcionários, manutenção, são custos naturais, além dos novos modelos de mobilidade, o que diminui a procura. Mas esse custo fixo se mantém. Buscamos o equilíbrio para levar mais conforto para a população que usa o transporte público”, completou. Em fevereiro, o governador anunciou investimento de R$ 150 milhões em subsídio e obras para o transporte público de Curitiba e Região Metropolitana – R$ 40 milhões na capital e R$ 110 milhões nas demais cidades.

+Leia também: Reajuste na conta de água pode ser suspenso após comunicação de irregularidade ao TCE

Novos ônibus

Além da oficialização do repasse, o evento desta quinta-feira também contou com entrega de 40 novos ônibus à Urbanização S/A (Urbs), totalizando 248 novos veículos na frota da capital. Desses 40 ônibus, oito são biarticulados e 32 são articulados. Eles vão substituir veículos do mesmo modelo com mais de dez anos de uso, atendendo as linhas Inter 2, Interbairros 2, 3 e 4, Cabral/Portal, Boqueirão (biarticulados), Trabalhador, Circular Sul e Alto Boqueirão.

Todos os novos ônibus têm câmeras de segurança – nove nos biarticulados e seis ou sete nos articulados. A iluminação interna com tecnologia LED deixa os veículos mais claros. Outra característica comum é o motor Euro 5, menos poluente do mercado.

Entre os itens de acessibilidade, cada veículo conta com dois espaços reservados para cadeirantes, sinal sonoro e visual de fechamento das portas, placas com o prefixo do ônibus em braile, mensagem de voz na solicitação de parada do cadeirante e 20% de bancos destinados à pessoas com deficiência, idosos ou grávidas.

Vadico, um homem que era todo coração