Essa terça-feira (14), é considerado o Dia Internacional da Capivara. O animal virou a mascote de Curitiba com grandes aparições em situações inusitadas (relembre algumas), mas não é somente nos parques que o curitibano ou o turista pode encontrar. Na pandemia da covid-19, as irmãs Cristiane (Mity) e Tatiane Yamashiro, idealizaram pastéis e coxinha em formato de capivara. O sucesso foi tanto que o prefeito Rafael Greca foi presenteado com os salgados na segunda-feira (13).

LEIA TAMBÉM:

> Capivaras são as estrelas de casos inusitados em Curitiba; confira

> Costuma pedir comida por app? Polícia alerta para novo golpe na hora da entrega

Febres da internet e campeões de vendas das feiras livres noturnas do Água Verde (quintas) e Lindoia (sextas), o pastel e a coxinha em formato de capivara estão com tudo. Para apreciá-los, o cliente precisa chegar antes das 18h, pois depois não vai mais encontrá-los, pois tem produção limitada de 250 unidades por feira.

“O pastel e a coxinha, que homenageiam este animal considerado símbolo de Curitiba, são exemplos de empreendedorismo e economia criativa. Nossa retomada econômica precisa de mais e mais exemplos como os dados pelas irmãs Yamashiro”, elogiou Greca.

O pastel em formato de capivara que ganhou destaque nas redes sociais. Foto: Daniel Castellano / SMCS

Mity, terceira geração do negócio herdado do pai Osamu Yamashiro, relatou que teve a ideia de criar o pastel em formato de capivara e outras curiosas figuras, como morcego, Pokémon e dinossauro, durante o período em que as feiras estiveram fechadas devido à bandeira vermelha de combate à pandemia da covid-19. “Comecei a testar e fazer o desenho na massa, depois passei a expor, transformando-se em um grande sucesso”, comentou a feirante.

VIU ESSA? Difícil pegar um Uber ou 99? Motoristas explicam cancelamentos e relatam dificuldades

As irmãs também preparam pasteis no formato clássico retangular nos sabores de carne, pizza, palmito, queijo e carne com queijo. Os preços começam em R$ 7. Já o pastel em formato de capivara custa R$ 15, tem duas opções de sabores (carne e queijo)

Já coxinha em formato de capivara, lançada no mês passado é comercializada com recheio de frango a R$ 10. É conhecida como “Capixinha”.

Coxinha em formato de capivara. Foto: Daniel Castellano / SMCS

Doces miúdos

Durante o encontro com o prefeito, as feirantes também apresentaram os doces no formato do herbívoro símbolo da capital vendidos pelas redes sociais. “Produzimos doces miúdos e bolos com confeitos que reproduzem a capivara”, salientou Mity. Os produtos podem ser encontrados no Instagram (@docurasdamity).

Doces decorados com o tema capivara. Foto: Daniel Castellano / SMCS

Web Stories

Símbolos!

Capivaras e seus casos inusitados em Curitiba!

Mudança!

Frente fria avança e promete mudar o tempo em Curitiba

Estreia da semana

Conheça o novo suspense do Prime Video: “The Voyeurs”

Só sucesso!

Confira os animais exóticos que fazem sucesso em Curitiba