Apontado como o patrão do tráfico no Guaritubinha, em Piraquara, José Martins de Paula, 41 anos, o “Zezinho”, foi preso na tarde de terça-feira. Na casa dele, na Rua Joaquina Maria de Souza, a polícia encontrou 160 gramas de crack, em pedra bruta e buchas, além de uma pistola calibre 380. “Zezinho” teria aliciado adolescentes para o tráfico e também era investigado por alugar armas e dar cobertura a assassinos.

De acordo com o delegado Amadeu Trevisan, José teria escondido os matadores do vendedor de sonhos Ivo Galvão dos Santos, 28, baleado na tarde de sábado, na Rua das Camélias. Um dos suspeitos do crime, Leandro Silva de Moura, 18, foi assassinado ainda no sábado na mesma rua.

Medo

“Zezinho”, segundo o delegado, era temido por intimidar moradores. “Desde setembro do ano passado investigávamos o envolvimento dele no tráfico e no aluguel de armas”, disse Amadeu. Ele também é suspeito de recrutar adolescentes para vender droga.

Apesar das acusações e do material encontrado em sua casa, “Zezinho” nega participação nos crimes, mas não soube explicar por que guardava a arma. “Nunca matei ninguém. Estou consciente disso e tranquilo. Nunca fui preso”, alegou o suspeito. Ele vai responde por tráfico e porte ilegal de arma.