Um policial militar ficou ferido durante uma perseguição, na manhã desta terça-feira (6), no bairro Parolin, em Curitiba. Um muro desabou sobre ele, mas ele foi medicado e passa bem.

O soldado estava em uma viatura que fazia patrulhamento pela Avenida Presidente Kennedy, e percebeu que dois homens assaltavam uma revenda de motos. Uma mulher dava cobertura à ação criminosa do lado de fora da empresa.

Quando os policiais pararam a viatura e anunciaram a prisão, o trio tentou fugir. Um dos suspeitos foi preso na hora. O outro homem e a garota invadiram um terreno baldio. O assaltante encontrou uma casa onde havia três crianças, entrou no local pelo forro e se trancou no quarto dos pais.

“Entramos na casa e perguntamos para as crianças, que estavam dormindo, se a porta do quarto costumava ficar trancada. Quando eles disseram que não, tivemos a certeza que o suspeito estava escondido ali”, contou o tenente Cruz, do 13.° Batalhão de Polícia Militar. O homem foi preso e, com ele, foi apreendido um revólver calibre 32. A menina que dava cobertura à dupla conseguiu fugir.

Seguindo com as diligências, os policiais foram até o Parolin para procurar armas na casa dos suspeitos. Quando chegaram perto do endereço, foram recebidos a pedradas. O soldado, que já estava fora da viatura, tentou pular o muro de uma casa para retornar, mas o muro desabou e ele ficou ferido. O policial foi encaminhado ao Hospital do Trabalhador e liberado após ser medicado e passar por exames.

Uma das pessoas que apedrejaram a viatura é mãe de um dos presos. Ela, o filho e o outro detido foram encaminhados ao 2° Distrito Policial.