Após 12 dias paralisada, a emissão de passaportes na Polícia Federal de Curitiba começa a ser normalizada . O serviço foi retomado nesta sexta-feira (3) para o público que já tinha agendamento prévio antes do incêndio que atingiu a sede da Superintendência da PF, no bairro Santa Cândida, em fevereiro. A situação chegou a levar usuários do serviço a procurarem, nesse período, unidades da PF em municípios próximos, como Paranaguá e Ponta Grossa.

De acordo com a PF, como a demanda por passaportes é alta, por enquanto está sendo feito um sistema de encaixes para evitar tumultos. Quem tinha agendamento prévio deverá chegar no horário previsto anteriormente e aguardar para ser atendido. O mesmo vale para quem já recebeu e-mail da PF informando que o documento estava pronto para a retirada. Quem precisar do passaporte em caráter de urgência ou emergência também deve ter prioridade, desde que comprove a necessidade do documento.

O atendimento ocorre das 7h às 17 horas, de segunda a sexta-feira.

Incêndio

A PF ainda apura as causas do incêndio ocorrido em uma sala do subsolo, onde fica o setor elétrico do prédio. Apesar da paralisação no atendimento ao público, o incidente, conforme a PF, não provocou transtornos na investigação Lava Jato, que tem parte força-tarefa e presos abrigados no local.