Uma plataforma on-line está fazendo sucesso com apenas dois meses de vida em Curitiba e região. Trata-se do PontoPonto, que realiza trocas de mercadorias sem sair de casa, ou seja, uma espécie de escambo eletrônico. Uma forma segura de conseguir produtos utilizando algo que pode estar sendo esquecido por você ou pouco utilizado em casa.

O PontoPonto funciona de maneira simples e de fácil manuseio. A pessoa faz o cadastro no site e cria uma “lojinha virtual” com itens que gostaria de se desfazer dentro de casa. Ao invés de jogar fora ou mesmo deixar ali pegando pó, o interessado pode trocar. Na lojinha, o produto vira pontos que funcionam como uma moeda virtual para realizar compras. O responsável pela plataforma é Tairone Passos, experiente em transações pela internet, pois foi com ele que surgiu o site SóCarrão.com.br, que negocia veículos à distância.

LEIA TAMBÉM:

>> Polvo do humor viraliza no TikTok e agora também ganha fama entre curitibanos

>> Casa Cila, tradicional loja do Centro de Curitiba, anuncia fechamento após 75 anos

“Com a chegada da pandemia, tivemos que nos adaptar a novas formas de nos relacionar com tudo, passamos a olhar mais para nós, para o próximo, e para o mundo onde vivemos. A forma de consumir, também mudou. Seja por consciência, seja por necessidade de economia que a crise trouxe. A reutilização, o reaproveitamento e a reciclagem ganharam novo fôlego. Foi um projeto que nasceu com a pandemia e que acredito muito em seu potencial de negócio”, disse Tairone Passos.  

Abdo Teixeira, 47 anos, autônomo, conheceu a plataforma ao ouvir o anúncio em uma emissora de rádio. “É fantástico o sistema deles. Desde pequeno fui acostumado a trocar produtos e quando descobri o site não larguei mais. Já peguei bolsas de marcas para minha esposa, raquetes de tênis, jogos de vídeos games, cafeteira. Imagino que economizei mais de R$ 1 mil fácil e é viciante. Recomendo a todos que façam o cadastro”, elogiou Abdo.

Como funciona?

Ao se cadastrar o usuário já ganha um “bônus” de 1000 pontos, que fica no modo de espera, sendo liberado conforme os produtos sejam postados. Os cadastros e anúncios passam por uma moderação para identificar se o item anunciado está em uma faixa de preço aceitável ou não. O usuário anunciante não paga ao colocar o produto, mas quem compra um item paga o valor em pontos mais 14% sobre este valor convertido em reais. A entrega é combinada entre as partes. 

Os produtos mais trocados até o momento foram computadores, celulares, eletrodomésticos, mas também houve interesse por acessórios e vestuário feminino e masculino, objetos para crianças, móveis e decoração. “Acredito que o PontoPonto tem o potencial de dar acesso a produtos que algumas pessoas não teriam, e tornar mais fácil a aquisição de bens. Também ajuda no ‘arrependimento’ da compra por impulso, pois é possível logo trocar por algo no site, já temos cadastrados muitos itens novos. Se uma família não precisar mais comprar ou puder reduzir seu investimento em roupas e brinquedos para as crianças, ela poderá investir em ações que melhorem sua qualidade de vida”, completou Passos.   

Sucesso na internet 

Em apenas 60 dias de atividade, o PontoPonto.com já possui quase mil cadastros e mais de 400 transações de troca. Curitiba e região foram os locais definidos para testar o site e as metas foram batidas nos primeiros momentos. “Iniciamos na região de Curitiba para testarmos o site e sentirmos o que mais estava dando certo. Já foi um sucesso logo de saída, e alcançamos nossas metas iniciais”, exaltou Passos.  

Para começar a anunciar basta acessar o site pontoponto.com, vídeos estão disponíveis para ajudar no processo de cadastro. No Instagram é o @pontoponto.comof.